Imprensa diz que brasileiro Carlos Ghosn pode assumir presidência da GM

A aprovação do pacote de ajuda do governo norte-americano para as três grandes montadoras inclui diversas exigências, as quais compreendem planos de reestruturação com profunda redução de gastos e também a troca do CEO Rick Wagoner, da General Motors. Com isso, começam a surgir nomes para o posição. Um dos mais cotados é o brasileiro Carlos Ghosn, da Renault-Nissan, seguido por Sergio Marchionne, da Fiat. A rede de TV CNN foi que começou a especulação sobre os sucessores. Segundo a CNN, o fato de Marchionne ter conseguido tirar a Fiat da uma crise profunda e ainda ter lucro faz do italiano um dos potencias concorrentes. Já o brasileiro Carlos Ghosn, que conseguiu reerguer a Nissan e implantou uma política permanente de corte de gastos e de desenvolvimento de produtos de acordo com os gostos de um respectivo mercado na Renault o credencia com sucessor ideal. Para a CNN o favorito ao cargo é Carlos Ghosn. A rede de TV norte-americana destaca que ele teria um perfil mais compatível com a filosofia da gigante norte-americana. Aliado a isso, o brasileiro também foi eleito o novo presidente da ACEA, a Associação dos Fabricantes Europeus de Automóveis. Enquanto a CNN aponta os dois executivos, uma outra parte da imprensa aponta que o novo CEO da GM pode ser uma pessoa que não possua ligação com a indústria automobilística.

Compare Preços: Renault Sandero, Ford Ecosport, Palio Adventure, Ford Fiesta, Mitsubishi Pajero TR4, Chevrolet Tracker, Hyundai Tucson, Kia Sportage, Fiesta Sedan, Ford Focus, Ford KA, Ford Fusion, Ford Ranger

Seja parte de algo grande