Ministro reafirma que a redução do IPI começa a "acabar" a partir do mês que vem

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, reafirmou nesta terça-feira (15) logo após a reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, em Brasília, que o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de automóveis será gradualmente retomado a partir do mês que vem, conforme estava previsto. A reafirmação foi feita após dirigentes de algumas montadoras se manifestarem favoráveis à manutenção da redução/isenção do IPI até o fim deste ano. Com o anúncio do governo, as montadoras terão que escolher entre reajustar os preços dos seus veículos 0km ao mesmo patamar do período anterior à crise, ou manter os preços nos valores atuais mesmo com a volta integral do imposto (o que implica em redução de custos). Veja a evolução da retomada do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) a partir do mês que vem até sua totalidade em janeiro de 2010: Motores 1.0 (gasolina ou flex) Até setembro continuam com redução integral – 0% A partir de outubro o IPI será 1,5% A partir de novembro o IPI será 3% A partir de dezembro o IPI será 5% Em janeiro de 2010 o percentual passa a ser 7% Motores acima de 1.0 e abaixo 2.0 à gasolina Até setembro o IPI será 6,5% A partir de outubro o IPI será 8% A partir de novembro o IPI será 9,5% A partir de dezembro o IPI será 11% A partir de Janeiro de 2010 o IPI será 13% Motores acima de 1.0 e abaixo de 2.0 bicombustíveis (flex) Até setembro o IPI será 5,5% A partir de outubro o IPI será 6,5% A partir de novembro o IPI será 7,5% A partir de dezembro o IPI será 9% A partir de Janeiro de 2010 o IPI será 11%

Seja parte de algo grande