Obama pediu? Presidente da GM nos EUA renuncia ao cargo para atender acordo

O presidente da General Motors (GM), Rick Wagoner, renunciou ao seu cargo em atendimento ao acordo para que o governo americano amplie ajuda à montadora, segundo informações da imprensa norte-americana. A renúncia do executivo teria sido apresentada neste domingo (29), mas só seria confirmada nesta segunda-feira. O próprio presidente Barack Obama teria defendido a saída de Wagoner do cargo, como uma das condições para que a GM recebesse uma nova ajuda em dinheiro do governo. Rick Wagoner assumiu como executivo-chefe da GM em 2000, período no qual a montadora enfrentou alguns dos momentos mais difíceis de sua história. Antes ele também havia sido presidente da divisão brasileira da empresa. Nos últimos quatro anos, a GM registrou perdas de US$ 82 bilhões. No fim de 2008, o governo norte-americano liberou um empréstimo de emergência no valor de US$ 13,4 bilhões. Em troca, o Governo exigiu que a GM e Chrysler (que recebeu um empréstimo de US$ 5 bilhões para sobreviver) que até 31 de março fosse apresentado um plano para comprovar a viabilidade de reestruturação para continuidade. Semanas atrás, outro executivo da GM, Bob Lutz, anunciou sua aposentadoria para este ano. Lutz foi um dos responsáveis pela demora na mudança de conceitos sobre carros mais compactos, eficientes, menos poluentes e econômicos. Informações: UOL/EFE

Seja parte de algo grande