Vectra GT Remix - Mudança visual e motor mais potente fazem vendas do modelo crescer

As novidades do Vectra GT Remix surtiram efeito no mercado. Ao receber a nova dianteira com o novo DNA da Chevrolet, atualização no motor 2.0 8V que o deixou com 140cv e pequenas mudanças no acabamento, o Vectra GT Remix registrou 1.052 unidades vendidas em março deste ano. No ano passado, a média mensal do modelo ficava abaixo de 800 veículos.
Vectra GT Remix - Mudança visual e motor mais potente fazem vendas do modelo crescer
Outro fator que vem colaborando com o aumento nas vendas é o preço. Com tabela oficial sugerida pela Chevrolet de R$ 56.034 para o GT e R$ 64.134 para o GT-X, o preço praticado pelas concessionárias está bem abaixo disso. Atualmente, o Vectra GT Remix pode ser encontrado nas revendas da marca na região metropolitana de São Paulo com preço inicial de R$ 51 mil, já equipado com ar-digital, direção hidráulica, airbag duplo e rodas de liga leve de 16 polegadas, enquanto o GT-X é oferecido por R$ 59 mil. Com estes preços, o consumidor, que alguns meses atrás pagava R$ 48 mil em um Astra 0km (atualmente econtrado por R$ 42.900), começa a migrar para o modelo "superior".
Vectra GT Remix - Mudança visual e motor mais potente fazem vendas do modelo crescer
Enquanto isso, a Ford demora para trazer o motor bicombustível para o Novo Focus, a grande promessa do segmento. Por outro lado, as lojas da Citroën em SP se aproveitam da "novidade" e oferecem o novo C4 hatch com preço final bem salgado, ao pedir R$ 58 mil (apesar do preço sugerido ser R$ 53.900) para a versão equipada com motor 1.6 bicombustível. O segmento deve esquentar ainda mais com Hyundai i30, que começa a chegar nas lojas da marca em breve (o modelo já é vendido sob encomenda), mas o fato de não ser flex deve pesar um pouco.

Seja parte de algo grande