Chrysler entra em concordata nos Estados Unidos - Fiat assume parte do controle

A Chrysler anunciou oficialmente nesta quinta-feira(30) sua entrada em concordata. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou em pronunciamento que a Fiat será uma das "proprietárias" da marca, e que segundo ele, será uma das principais responsáveis pela "sobrevivência" da Chrysler. A dívida total da montadora norte-americana chega a US$ 6,9 bilhões. O governo norte-americano também divulgou que os novos proprietários da empresa são: Voluntary Employee Beneficiary Association (VEBA)com 55%, Fiat com 20% além dos Governos Federais dos EUA e Canadá que ficam com 10%. Os 15% restantes serão repassados à Fiat quando a empresa italiana conseguir cumprir as metas de lançar uma plataforma de carro norte-americana capaz de fazer 16,9 km/l, fornecer motores de baixo consumo com produção nos EUA e dar à Chrysler acesso a sua rede mundial de distribuição. Segundo o anúncio feito hoje, a expectativa é de que a Chrysler saia da concordata num prazo de 30 a 60 dias.

Seja parte de algo grande