Aumenta a espera por carros 0km na Argentina devido a aumento de vendas no Brasil

A produção de carros na Argentina cresceu 68% em janeiro em relação ao mesmo mês de 2009. Boa parte deste número é resultado direto do crescimento de vendas no Brasil e do aumento da importação de carros fabricados no país vizinho. E isto já gerou um efeito inesperado para os consumidores portenhos: o tempo médio de espera por um carro novo hoje ultrapassa os 30 dias. De acordo com Dante Sica, ex-secretário de indústria da Argentina, as montadoras locais preferem atender ao mercado brasileiro porque a lucratividade é maior. Hoje, 54% dos carros produzidos no país são exportados para o Brasil. Para Dante Alvarez, presidente da Associação das Concessionárias de Automóveis da República Argentina (ACARA), com a redução do IPI para automóveis pelo governo brasileiro as montadoras passaram a reduzir o estoque das revendedoras argentinas. "Sempre que o mercado brasileiro aquece, falta carro aqui", diz Alvarez. A diferença de preços entre os carros vendidos nos 02 países também ajuda a explicar em parte a longa espera dos argentinos por um 0 km: enquanto um Celta básico 03 portas é encontrado em concessionárias de SP por um preço médio de R$ 23 mil, o mesmo carro (lá comercializado como Suzuki Fun), só que com motorização 1.4 e equipado com ar condicionado e direção hidráulica, é vendido em Buenos Aires por aproximadamente R$ 19 mil (cerca de 40 mil Pesos). Fonte: FENABRAVE - Foto: Divulgação/Agência Motor

Seja parte de algo grande