Acelerador preso: Toyota diz que alguns casos aconteceram por erro dos motoristas

Após o jornal "Wall Street Journal" publicar alguns resultados iniciais da análise feita pelo governo dos Estados Unidos, a Toyota se pronunciou oficialmente afirmando nesta quarta-feira (14) que a sua investigação de quase 2 mil casos de aceleração indesejada não encontrou problema no sistema eletrônico dos veículos. A marca japonesa, assim como os resultados informados pelo jornal, indicam que alguns casos foram motivados por erro dos motoristas. De acordo com o "Wall Street Journal", os resultados iniciais da análise de dezenas de gravadores de dados de veículos Toyota sugerem que alguns motoristas podem ter cometido erro nos casos de aceleração repentina. Citando fontes que tiveram acesso aos resultados dos testes do Departamento dos Transportes dos EUA, o jornal afirmou que alguns motoristas que disseram que seus carros Toyota ou Lexus ficaram sem controle podem ter pisado no acelerador quando pretendiam acionar o freio. O resultado vai de encontro ao resultado que a Toyota já havia obtido, ou seja, a agência afirmou que a Toyota também concluiu que em alguns casos houve "acionamento equivocado de pedal". A Toyota ainda não recebeu os detalhes dos testes feitos pela agência de segurança de tráfego em rodovias dos EUA (NHTSA). Fonte: G1

Seja parte de algo grande