Garagem CARPLACE: Comparativo Novo Volkswagen Fox x Chevrolet Agile

Seguramos um pouco a publicação deste comparativo porque estávamos tentando comparar o Fox também com o Citroën C3, mas não foi possível. Sendo assim, vamos compará-lo com o Chevrolet Agile que testamos.
Garagem CARPLACE: Comparativo Novo Volkswagen Fox x Chevrolet Agile
Visual:
Garagem CARPLACE: Comparativo Novo Volkswagen Fox x Chevrolet Agile
Os dois carros possuem porte semelhante. No Agile, a dianteira é mais elevada, a grade de entrada de ar é bem grande assim como os faróis que invadem os para-lamas. No Fox, a dianteira é mais sóbria. Talvez por ser o primeiro modelo brasileiro a receber a nova identidade da marca, a sensação que passa é a de um carro mais moderno. A grade dianteira é "comportada", para-choque tem traços retos e os faróis tem um belo desenho.
Garagem CARPLACE: Comparativo Novo Volkswagen Fox x Chevrolet Agile
Na lateral, o Fox permanece praticamente o mesmo, com exceção apenas dos novos retrovisores e dos frisos com detalhes cromados na versão Prime. Como o Agile é um carro novo, a lateral tem um desenho mais interessante. O detalhe da coluna "C", que causou certa estranheza antes do lançamento, acabou sendo melhor interpretada ao ver o carro ao vivo, formando um desenho interessante no geral que disfarça o tamanho da coluna.
Garagem CARPLACE: Comparativo Novo Volkswagen Fox x Chevrolet Agile
Na traseira, o Agile é mais inovador, enquanto o Fox recebeu uma leve mexida. Um detalhe em comum nos dois: a tampa do porta-malas tem que ser aberta inserindo a chave e girando-a (sem botão de abertura). A impressão, nos dois carros, é que dependendo da força aplicada, a chave pode quebrar ali dentro. Para resolver isso, a Volkswagen oferece em algumas versões, a abertura do porta-malas através de radiofreqüência por meio de botão no chaveiro, mas se bater fraco para fechar, tem que inserir a chave para abrir novamente.
Garagem CARPLACE: Comparativo Novo Volkswagen Fox x Chevrolet Agile
Acabamento Interno: Lembramos que estamos comparando dois modelos do segmento hatch compacto, e por isso, vamos emitir a opinião no nível dos dois modelos (não adianta subir o padrão).
Garagem CARPLACE: Comparativo Novo Volkswagen Fox x Chevrolet Agile
O Agile chegou com a missão de inaugurar um novo padrão de acabamento para Chevrolet. Neste caso, estamos nos referindo ao desenho do painel, do quadro de instrumentos, dos bancos e botões de comando. Até então (e ainda continua assim), modelos como Vectra, Zafira, Astra, Meriva e Corsa compartilham alguns elementos internos. Um exemplo foi dado por um amigo: "Cara, fui ver a Meriva, mas tem aquele mesmo reloginho amarelo do Astra (que também está no Vectra, Zafira, etc)". No Agile, tudo é novo - de acabamento simples, mas novo. O painel tem desenho interessante no formato cockpit (existe uma certa integração entre o desenho das portas e o painel), o console tem novo formato e botões de comandos novos e o quadro de instrumentos, em tom azul e vermelho, também é a novidade. Os bancos tem revestimento diferenciado e são confortáveis.
Garagem CARPLACE: Comparativo Novo Volkswagen Fox x Chevrolet Agile
Já o Fox sempre vendeu bem, mas existiam alguns detalhes que incomodavam proprietários. A principal reclamação era o acabamento interno. Bem, a Volkswagen ouviu isso e fez a sua parte. Por dentro, o carro é outro. Novo desenho do painel, novo quadro de instrumentos, novo revestimento das portas, novos botões de comando, porta-luvas com tampa e outros detalhes foram aplicados para "elevar" o padrão geral. E funcionou. O painel é de plástico, mas possui um bom aspecto. Os encaixes são bem feitos, e no modelo testado, não apresentaram barulhos. Visibilidade e ergonomia são idênticos ao interior. Dois destaques: o novo quadro tem instrumentos com velocímetro e conta-giros tem acabamento no padrão mundial da marca e o computador de bordo I-System é bem melhor (em termos visuais) do que muitos carros top de linha. Desempenho: O motor 1.4 Econo.Flex que rende até 102 cv quando abastecido com álcool atende bem o Agile. Já no Fox, o motor 1.6 TotalFlex da Volkswagen, apesar da potência semelhante (104 cv com álcool), confere mais agilidade ao hatch do que seu concorrente. Na prática, o Fox é mais esperto que o Agile, fruto do câmbio preciso e mais curto da Volkswagen. O motor 1.4 do Agile responde bem e se encaixa perfeitamente em um carro com propósito urbano. Quando se pisa um pouco mais e alcançam 120 km/h, o giro sobe para 4.000 RPM e o ronco do motor começa a fazer parte da vida a bordo. No Fox também é assim: passou de 120 km/h, o barulho invade a cabine. Nos dois modelos, as marcas não aplicaram ao menos uma malha na parte interna do capô, ou na parte exterior da cabine (área atrás do motor). Os dois transmitem, dirigindo até 120 km/h, sensação de segurança e estabilidade. Ventos laterais (como um caminhão passando rápido ao lado) balançam mais o Fox do que Agile. Em nosso teste, ficamos mais satisfeitos com o desempenho geral do Novo Fox. Consumo de combustível do Fox 1.6 Prime: Dados divulgados pela Volkswagen: Cidade: 8,5 km/litro (Etanol) Estada: 11,7 km/litro (Etanol) Na prática: Em nosso teste, a média obtida foi de 7,8 km/litro utilizando somente Etanol na cidade, equanto na estrada apuramos consumo de 10,8 km/litro com 50% do tempo com o ar condicionado ligado. Consumo de combustível do Agile 1.4 LTZ: Dados divulgados pela Chevrolet: Cidade: 8,4 km/litro (Etanol) Estada: 11,2 km/litro (Etanol) Na prática: Assim como o Fox, utilizamos somente Etanol. Na cidade, medimos o consumo de 7,5 km/litro enquanto na estrada o consumo, também com um média de 50% do tempo com ar ligado, foi de 9,9 km/litro. Quem dirige carros mais potentes sabe que o esforço no pedal é menor para conseguir atingir uma velocidade do que o esforço de um carro mais fraco. Ou seja, como o Fox é mais esperto, você pisa menos no acelerador para manter uma velocidade razoável, o que possibilita consumir menos combustível. No Agile, o motor é esperto, mas por ser 1.4, precisa de uma forcinha extra no pedal para o carro deslanchar. Essa forcinha extra tem um preço: consumo maior de combustível. Mercado O preço sugerido do Agile LTZ 0km é de R$ 42.133. De série, os principais equipamentos são: direção hidráulica, piloto automático, coluna de direção com regulagem de altura,computador de bordo, acendimento automático dos faróis, rodas de alumínio de 15 polegadas, travas elétricas das portas, vidros elétricos dianteiros, alarme, espelhos retrovisores externos elétricos, rádio CD/MP3 player com conectividade USB e Bluetooth, faróis de neblina e ar condicionado. Adicionando vidros elétricos traseiros, lanterna de neblina, airbag duplo frontal e freios ABS com EBD, o preço do Agile LTZ 0km sobe para R$ 45.386. Semi-Novo: De acordo com a tabela FIPE, o valor de revenda do Agile LTZ 2009/2010 (um ano de uso) é de R$ 37.660. Tomando como base anúncios do portal de classificados Webmotors, o preço médio sobe para R$ 38.200. Já o Novo Fox 1.6 Prime 0km tem preço sugerido de R$ 40.500. Por este preço, o modelo vem equipado de fábrica com direção hidráulica, preparação para som com 4 alto-falantes e 2 tweeters, airbag para motorista e passageiro, chave estilo canivete (sem controle remoto), coluna de direção com regulagem longitudinal e de altura, destravamento elétrico do porta-malas , farol de neblina, lanterna de neblina traseira, rodas de aço de 15 polegadas com calota, sistema de freios ABS e ar quente com 4 níveis de controle. Ao adicionar ar-condicionado, rodas de liga leve de 15 polegadas e rádio com USB, SD-Card e Bluetooth, o valor do Fox sobe para R$ 44.130. Semi-Novo: Utilizando novamente a tabela FIPE, o valor de um Fox semi-novo 2009/2010 (modelo novo) é de R$ 35.920. Vale ressaltar que o Fox não contava com freios ABS e AirBags de série. Consultando os classificados do Webmotors, a maioria dos modelos usados oferecidos estão equipados com ar-condicionado e rodas de liga-leve, e por isso, o preço médio de revenda é maior: R$ 38.450. Conclusão: O Agile chegou com a missão de ser o concorrente direto do Fox. O fator novidade, aliado ao novo padrão de acabamento, mais uma boa lista de equipamentos disponíveis (entre os de série e opcionais) possibilitaram ao Agile registrar bons números de vendas. Isso até o Novo Fox chegar. Depois da reformulação do Fox, não teve jeito. A Volkswagen resolveu os principais pontos de reclamação do Fox, modernizou o acabamento interno e dianteiro, e passou a oferecer também bons itens (como computador de bordo, teto-solar, câmbio automatizado I-Motion, volante multifunção) além da versão CrossFox, o que fez o modelo ficar tranqüilamente à frente do Agile. Em termos de preços, os dois se equivalem. O acabamento do Fox, no geral, é mais refinado. Em nossa avaliação final fica a preferência pelo Fox, pois o achamos mais esperto e com melhor acabamento. Claro que teve o lado emocional, de identificação, o qual vai de cada um.

Seja parte de algo grande