Manutenção do carro ficou mais cara em 2010

O ano passado mal acabou e não deixou saudades. É que embora tenha sido excelente para as vendas não foi tão bom em relação aos custos para se “sustentar” um carro. Manter um veículo ficou 7,48% mais caro em 2010, segundo a Inflação do Carro da Agência Auto Informe (que apura mensalmente os preços de produtos, serviços, impostos, seguros e combustíveis necessários para se rodar e fazer a manutenção). Só para se ter ideia da dimensão do valor, a inflação registrada na cidade de São Paulo, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), foi de 6,40% para o mesmo período. Outro que terminou o ano mais caro foi o álcool. Comparando-se com o ano de 2009 o combustível sofreu um reajuste de 6,21%, acompanhado dos 0,55% da gasolina. Dezembro, no entanto, fechou em 0,36% a inflação do carro bem como registrou que o álcool dava sinais de acomodação de preço, aumentado 0,51%, contra 6,25% em novembro e 9,95% em outubro. O maior aumento acumulado, entretanto, coube ao óleo do motor que subiu 17,71%. Os serviços de estacionamento para um período de 2 horas elevaram-se para 21,61% enquanto que a lavagem teve alta expressiva, + 9,28% nos doze meses do ano. Apenas um item encerrou 2010 mais barato: o alinhamento de direção, que teve redução de 1,97%. Por: Michelle Sá - Fonte: Auto Informe

Seja parte de algo grande