Mercado norte-americano continuará a crescer em 2011

Após os difíceis anos de 2008 e 2009, o mercado automobilístico dos Estados Unidos conseguiu “respirar” mais aliviado em 2010. Apresentando um crescimento de 11%, no último ano, os analistas de mercado encontram razões para acreditarem que o desempenho continuará em 2011 – quando os EUA poderão vender 13 milhões de carros. O expressivo número de veículos com mais de 10 anos, as baixas taxas de financiamento a curto prazo e a facilidade de acesso ao crédito são fatores que deverão estimular as vendas de automóveis. Por outro lado, um significativo aumento da gasolina é esperado para os próximos meses, o que acabará por influenciar na hora da compra. Tais fatores poderão agir sobre o comércio de veículos usados, assim como o de carros híbridos que sofreram uma redução de preços. Dentre as montadoras que estão na briga pelo mercado norte-americano está a Hyundai. A sul-coreana cresceu 22% e apresentou um volume de vendas 141.369 superior ao de 2009. Para se ter noção dos números, em 2010 ela vendeu 894.496 automóveis contra os 753.127 no ano anterior.
Mercado norte-americano continuará a crescer em 2011
A Toyota, entretanto, seguiu na contramão e foi a única a registrar uma tendência negativa de 6%, permitindo que a Ford assumisse o segundo posto em vendas, seguida da GM.
Mercado norte-americano continuará a crescer em 2011
A Ford, inclusive, registrou o maior crescimento desde 1984. Suas vendas aumentaram 19%, ou seja, de 1.677.234 para 1.964.059 unidades. No Canadá, foi a única a apresentar aumento nas vendas durante o ano de 2010. Por: Michelle Sá - Fonte: Motor Dream

Seja parte de algo grande