De olho no Brasil

Brasil: solução para o mercado europeu? Não é a toa que certos ditados populares, a exemplo de “o mundo dá muitas voltas!”, se incorporaram ao nosso dia a dia. Se há alguns anos éramos o país das carroças (ao menos assim nossos carros já foram chamados), hoje somos disputados a tapa por grandes fabricantes – embora algumas carroças continuem a circular por nossas ruas... Diante do desempenho apresentado no último ano, quando se firmou como o quarto maior comércio de veículos do mundo, o Brasil foi alçado à categoria de terceiro mercado mais importante para GM, Renault, Volkswagen, Ford e Fiat. Tal efeito suavizou os resultados negativos apresentados em outros países assim como permitiu que as filiais aqui instaladas alargassem suas contribuições para as matrizes. Por outro lado, diante da crise financeira que tem abalado o velho mundo, a Europa apresentou um encolhimento quanto ao comércio de automóveis em 2010, quando vendeu 13.360.599 de unidades. Embora tenha apresentado um encolhimento de 5,5%, a variação mostrou-se desigual entre os países membros a exemplo de Espanha – que aumentou 3,1% - e Alemanha, que apresentou uma queda de -23,4%. Para a Associação Europeia dos Fabricantes de Automóveis (ACEA) o quadro foi resultado das ações adotadas por parte dos governos europeus, que retiraram medidas de incentivo para as montadoras e para a compra pelos consumidores finais. Por: Thiago Parísio - Fonte: G1 / Autoestrada

Seja parte de algo grande