VW Santana pode continuar em produção... na China!

Ele disputou a preferência nacional com o Chevrolet Monza e, em 1989, foi eleito o carro do ano por uma revista especializada em carros. Também foi fabricado em países como Alemanha, Espanha, África do Sul, Nigéria, México, Argentina e até no Japão, sob a marca Nissan. Fora do mercado nacional há mais de cinco anos, o VW Santana continua a fazer sucesso na China, onde é produzido em parceria com a montadora chinesa SAIC. Alçado ao posto de queridinho dos chineses, o sedã é um dos carros mais vendidos no país, batendo concorrentes bem mais modernos. A preferência é tanta, principalmente por parte de taxistas, frotistas e polícia, que a Volks tem estudado estender sua produção, antes prevista para durar até 2012. O carro estreou em solo chinês em 1982. Em 1991, chegou às revendas o Santana 2000 e, dois anos depois, o modelo passou por uma reestilização. Foi quando passou a ser chamado de Santana 3000. Quatro anos depois, a VW aproveitou os jogos Olímpicos de Pequim para introduzir o Santana Vista, comercializado até hoje. Muito embora o design tenha permanecido o mesmo, o modelo passou a ser negociado nas versões 1.6, 1.8 e 2.0, além de oferecer teto solar elétrico e airbag. De acordo com site China Car Times, a plataforma do veículo poderá servir, em um futuro próximo, para outros modelos da parceria Volkswagen/SAIC Por: Michelle Sá / Fonte: Quatro Rodas (por Vitor Matsubara)

Seja parte de algo grande