Chevrolet com problemas no suprimento de peças

O presidente da GM para a América do Sul, Jaime Ardila, reconheceu que o estoque de veículos da marca está acima do desejado. Durante um encontro com jornalistas no último dia 06/10 o executivo afirmou que a companhia possui um volume capaz de atender o mercado entre 33 e 35 dias, mas que o ideal seria até 30 dias. Ardila afirmou que ajustes serão feitos até o final do ano sem que sejam necessárias paralisações nas linhas de produção. Entretanto, admitiu que existem problemas na cadeia de suprimentos, com o surgimento de gargalos em determinados segmentos. “Não gostamos de importar peças, mas pode ser necessário para evitar problemas na produção”, explicou se referindo ao fato de que modelos tradicionais montados no país contam com mais de 90% de conteúdo regional. A exceção fica por conta do Cruze, que chega com somente 50%. O fato chama atenção por causa da nova política adotada pelo governo federal que exige das montadoras uma média de 65% no conteúdo regional de peças para não pagarem IPI maior. Por Michelle Sá / Fonte: Automotive Business (por Paulo Ricardo Braga)

Seja parte de algo grande