Godzilla leva Honda para o banco dos réus

Você se lembra do Godzilla, aquele personagem que destruiu Tókio centenas de vezes e comprovou a eficiência japonesa em “reconstruir” a cidade rapidamente? Pois é, ele está de volta e levará a Honda para o banco dos réus. Ou melhor, o estúdio de cinema japonês Toho Co. Conhecido pela produção de dezenas de filmes com Lizardly Godzilla e detentor dos direitos autorais, ele afirma que a montadora utilizou, durante as filmagens de um comercial para a minivan Odyssey, um “monstro” semelhante ao mundialmente famoso personagem. Na peça publicitária, voltada para jovens motoristas, a fabricante expõe o quanto vale a pena ser dono de uma minivan. Até aí tudo bem. O problema começa quando as portas do carro se abrem e, em meio ao fogo, Godzilla surge defronte a uma imagem da banda de rock Judas Priest para mostrar que o sistema de vídeo da Odyssey permite a divisão de tela. Junichi Tamaki, porta voz da Toho na capital japonesa, informou que a empresa já acionou o Tribunal Distrital Federal, em Los Angeles, contestando a violação de direitos autorais. De acordo com ele, essa não é a primeira vez que uma empresa é processada por utilizar imagens do personagem sem a devida autorização. Cadeias de fast-food, fabricantes de brinquedos, editoras e bandas de rock, entre outros, já travaram batalhas com os advogados do estúdio japonês por conta do uso indevido do seu “monstro de estimação”. A Honda não se pronunciou sobre a acusação nem muito menos suspendeu a exibição do comercial. Por: Michelle Sá / Fonte: Autoweek

Seja parte de algo grande