Lançamento do Fiat 500 nos EUA está atrasado

Existem duas maneiras práticas de avaliar o retorno de uma marca mundialmente conhecida a um mercado forte: investimentos locais e agilidade em impor seus produtos a esse mercado. Em matéria de agilidade a Chrysler/Fiat tem enfrentado muitos problemas para abrir seus showrooms nos Estados Unidos por conta da demora que alguns comerciantes têm tido para obter as licenças de funcionamento junto ao governo local. A previsão é para que grande parte das 130 lojas previstas comece a funcionar até setembro. Contudo, pelo andar da carruagem, pode ser que tal fato não aconteça. De acordo com Laura Soave, chefe da marca Fiat para a Chrysler, estima-se que de 30 a 40 outras revendas da fabricante comecem a funcionar em março. Mesmo com os ventos soprando ao contrário, o Grupo Chrysler afirmou que quase tudo estará funcionando em setembro. A Chrysler aposta no Fiat 500 para reintroduzir a marca italiana nos EUA após sua saída há quase 30 anos. Versões especiais da primeira edição estão sendo enviadas aos revendedores. Excluindo as taxas, o carro será vendido por 15.500 dólares para o público norte-americano. Por: Michelle Sá / Fonte: Autonews

Seja parte de algo grande