Registro nacional de recalls começa nesta semana

A partir desta semana entrará em operação um sistema unificado capaz de informar sobre todas as campanhas de recall no Brasil. Integrado ao Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), o sistema informará aos consumidores se há recalls pendentes para cada veículo – basta saber o número do chassi. As convocações que não forem atendidas pelos donos de veículos no intervalo de um ano constarão no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), emitido anualmente durante a renovação do licenciamento. O atendimento do recall não será obrigatório, contudo o carro que não houver sido reparado contará com essa informação no CRLV e no site do Denatran. A comunicação de pendência não evitará a venda do automóvel, entretanto poderá desvalorizar o produto no momento da revenda e, por essa razão, minimizará os riscos para os futuros compradores. De acordo com a diretora do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), Juliana Pereira, a medida tem como objetivo ampliar o acesso do consumidor às informações de recall de veículos e incentivar o comparecimento às campanhas. Com isso, espera-se uma maior adesão às campanhas de recall e a redução do número de acidentes causados por falhas mecânicas. As revendas também estarão obrigadas a entregar aos compradores um documento comprovando o que foi feito durante o atendimento do recall. A nova regulamentação obrigará as montadoras a repassarem ao Denatran os dados sobre todos os veículos convocados para recall. Após o início de cada campanha, os fabricantes terão 60 dias para encaminharem os relatórios eletrônicos de atendimentos, para que o Denatran possa acompanhar o andamento e o resultado de todos os chamados realizados no País. Por: Michelle Sá / Fonte: iCarros

Seja parte de algo grande