Nova tecnologia: Smartphones podem acabar com uso de chaves

As chaves estão com os dias contados. Aos poucos, elas serão substituídas pelos aparelhos de celular. Uma nova tecnologia já permite que smartphones destranquem portas de residências, hotéis, escritórios, portas de garagem e até mesmo de automóveis. Com a expansão do uso de celulares, mais empresas passaram a apostar na tecnologia, como é o caso dos fabricantes de fechaduras e carros. Um sistema que utiliza celulares para destravar as portas de casa já é vendido por um fabricante de fechaduras. A quilômetros de distância é possível gerenciar luzes, câmeras de segurança, aquecimento e até o ar-condicionado. Uma tecnologia semelhante já é utilizada em alguns veículos da Mercedes-Benz. O zipcar, como é chamado o equipamento, tem um aplicativo de celular que permite aos proprietários de carros da marca destravar seus veículos com um simples toque na tela de seus telefones. Desde seu lançamento, há dois anos, o aplicativo já foi utilizado 250 mil vezes. No ano passado, foi a vez da General Motors apresentar um sistema capaz de destravar as portas e ligar remotamente o motor do automóvel. De acordo com a montadora, a tecnologia permite aos donos ligar o ar-condicionado ou o sistema de aquecimento do veículo sem saírem, por exemplo, de dentro do escritório. Assim, quando forem buscar o carro ele já estará pronto. Contudo, a tecnologia não é algo à prova de falhas. Além de exigir que os usuários pressionem botões em seus celulares para estabelecer conexões com os sistemas do automóvel ou da casa, esquecer de carregar o aparelho não é uma coisa impossível de acontecer. A boa notícia é que o processo está próximo de se tornar mais simples com a utilização da Comunicação de Campo Próximo (NFC). A tecnologia permitirá aos usuários destravarem uma porta apenas aproximando seus telefones de um dispositivo de captura de sinal. A meta dos fabricantes é colocar no mercado aproximadamente 550 milhões de aparelhos NFC até 2015. Por Michelle Sá / Fonte: Terra

Seja parte de algo grande