Som alto no carro pode render multa, apreensão e processo criminal em Maringá - PR

A maldição do "trio elétrico pessoal" também anda tirando o sono dos moradores de Maringá. Com exemplo parecido com a cidade de Osasco, em SP, a cidade paranaense criou a "Patrulha do Som", a qual tem autoridade para apreender o veículo que anda incomodando a vizinhança e ainda aplicar uma bela multa. Uma reportagem feita pelo portal maringaense O Diário apurou o resultado preliminar da "Patrulha o Som" implantada pelas autoridades da cidade. Por lá, quem for flagrado tirando o sono da população terá uma dor de cabeça ainda maior. O trio elétrico, ou melhor, o carro com o equipamento de som será apreendido, o infrator terá que pagar uma multa de quase R$ 1.000, leva 7 pontos na carteira e ainda terá que responder um processo criminal. É isso mesmo, terá que responder um processo criminal. Para conseguir "recuperar" o carro apreendido, além de ter que esperar até a quinta-feira da semana seguinte, o dono terá que desinstalar o sistema de som. Achou demais? Pois saibam que leis assim existem em diversas cidades do país e podem levar o infrator para a cadeia. Em Cuiabá, por exemplo, existe o artigo 54 da lei 9.605/98 que também visa combater o som alto. Lá, quem cometer este "crime" é de seis meses a um ano de detenção, podendo ser "paga" com prestação de serviços. Em Salvador na Bahia também existe o Decreto-Lei 3688/41, Lei das Contravenções Penais relacionada à perturbação do trabalho ou do sossego alheios. A pena neste caso é prisão simples, de 15 (quinze) dias a 3 (três) meses, ou multa. Fonte: O Diário - Maringa

Seja parte de algo grande