Chevrolet Spin: Impressões iniciais ao dirigir e Galeria de Fotos

O Chevrolet Spin chega ao mercado brasileiro com a missão de substituir a Meriva, mas aparentemente, não para Zafira. O novo MPV da Chevrolet, definição dada pela marca ao invés de minivan, tem atributos que a superiores às da Meriva, mas não da Zafira. Confira as impressões iniciais ao dirigir e também os detalhes do modelo.
Chevrolet Spin: Impressões iniciais ao dirigir e Galeria de Fotos
Visual e interior Começando pelo visual, o Spin carrega alguns detalhes de estilo que estão presentes no Cobalt, como a grade dianteira com uma espessa moldura cromada e também pelos vincos que dão efeito de luz e sombra na região dos para-lamas. A traseira tem linhas menos arrojadas e remetem um pouco ao Agile. Ao vivo, o resultado final é mais interessante.
Chevrolet Spin: Impressões iniciais ao dirigir e Galeria de Fotos
Na parte interna, o Novo Spin tem acabamento de desenho moderno que mescla tons claros e que agradam ao olhar, com exatamente o mesmo padrão de qualidade do Cobalt. Assim, podemos dizer que novamente está abaixo da Zafira, a qual carrega plataforma, motor e acabamento derivados de segmento de hatches/sedãs médios. Já em relação à Meriva, oferece um ambiente interno bem mais atual com o quadro de instrumentos derivado do Sonic com conta-giros analógico e o grande velocímetro digital. Muitos componentes, como alavancas de seta e lavadores, botões dos faróis e do ar condicionado além do volante são os mesmos dos recentes lançamentos Cruze/Sonic/Cobalt, concluindo com a iluminação de padrão ice-blue.
Chevrolet Spin: Impressões iniciais ao dirigir e Galeria de Fotos
Os bancos também são iguais os do Cobalt, confortáveis, mas com o apoio lateral elevado que passa a incomodar em longos trajetos. Apesar de todo o seu volume, o espaço para os passageiros que vão no meio é um pouco limitado, fato adotado para tentar acomodar melhor os ocupantes da terceira fileira. Por falar em terceira fileira, não tem mágica. Os dois ocupantes, se adultos, viajarão com as pernas bastante elevadas, sendo um pouco desconfortável. A melhor configuração de transporte é realmente levando duas crianças na terceira fileira. Conjunto Mecânico Durante o evento de lançamento, o CARPLACE teve a oportunidade de conversar com Paulo Riedel, Diretor de Engenharia de Produtos da GM Powertrain. A primeira pergunta foi sobre o motivo da escolha do propulsor 1.8 de 8 válvulas Econo.Flex ao invés dos modernos 1.6 16V Ecotec ou 1.8 16 Ecotec utilizados na linha Sonic/Cruze, respectivamente. A resposta foi direta: o planejamento era fazer um carro com bom custo x benefício, e que usassem os novos motores, não seria possível atingir os objetivos (preços) determinados pela estratégia da marca.
Chevrolet Spin: Impressões iniciais ao dirigir e Galeria de Fotos
A segunda pergunta foi referente à relativa baixa potência do propulsor 1.8. Riedel respondeu que o brasileiro "compra potência, mas dirige torque" e completou dizendo que graças ao peso entre 1.202 kg (LT) e 1.255 kg (LTZ), o torque de até 17,1 kgfm atende bem ao público a que o carro se destina. "Este carro não precisa atingir mais de 200 km/h, como o Cruze". Dirigindo o Novo Chevrolet Spin
Chevrolet Spin: Impressões iniciais ao dirigir e Galeria de Fotos
De fato, Riedel estava certo. Fizemos o test drive numa versão top de linha, Spin LTZ, equipada com câmbio automático de seis marchas, o mesmo do Cruze/Sonic, e com sete bancos. Ao iniciar o teste já foi possível associar o estilo de condução muito semelhante ao do Cobalt. Transportando três pessoas, as acelerações no trânsito ocorreram de forma satisfatória com trocas sendo realizadas de forma suave. O baixo nível de ruído interno também é elogiável.
Chevrolet Spin: Impressões iniciais ao dirigir e Galeria de Fotos
A direção com assistência hidráulica oferece respostas diretas e tem manuseio leve. A visibilidade geral é boa, no entanto, a coluna A interfere um pouco na visão diagonal, mas ainda assim é bem melhor do que situação entrada na concorrente J6.
Chevrolet Spin: Impressões iniciais ao dirigir e Galeria de Fotos
Assim como o Cobalt, a suspensão tem ajuste firme e confortável, e que durante o trajeto, filtrou relativamente bem as imperfeições do solo. Pela altura do carro, como esperado, a carroceria inclina um pouco nas curvas, porém, a sensação de segurança não é afetada.
Chevrolet Spin: Impressões iniciais ao dirigir e Galeria de Fotos
O câmbio automático de seis marchas trabalha bem com o motor 1.8 Econo.Flex. Rodando à 100 km/h na rodovia na sexta-marcha, praticamente nem se ouve o motor com conta-giros marcando cerca de 2.300 rpm. Quando atingimos a velocidade máxima permitida na rodovia, 120 km/h, o motor trabalhava com rotações entre 2.800 e 2.900 rpm. O desempenho na estrada foi satisfatório, mas em ultrapassagens, é preciso exigir mais do motor com algumas reduções de marchas. Nas trocas manuais, feitas através de botões na lateral da alavanca, as respostas são um pouco mais lentas.
Chevrolet Spin: Impressões iniciais ao dirigir e Galeria de Fotos
Apesar de ser uma medição superficial, com ar condicionado ligado durante 80% do percurso e três pessoas a bordo, o computador de bordo mostrou consumo oscilando entre 8,8 km/litro e 10,0 km/litro, provavelmente abastecido com etanol, rodando parte em trânsito parte em rodovia. Por compartilhar a mesma plataforma com o Cobalt, o Novo Spin oferece um estilo de condução semelhante ao do sedã, ou seja, mais refinado do que a antecessora Meriva. O rodar é confortável e silencioso e atenderá bem os consumidores que precisavam de um carro maior para família. Por outro lado, em relação à Zafira, os consumidores não encontrarão na Spin um carro de padrão ligeiramente, o que já é percebido pela faixa faixa de preços mais baixa. Desta forma, dizer que a Spin também substitui a Zafira não seria uma consideração correta. Com uma lacuna nesta faixa de preço superior, a marca já prepara espaço para o lançamento de um carro mais refinado, papel que deverá ficar a cargo do futuro Trax/Enjoy. Ficha técnica  Chevrolet Spin 2013 1.8 Econo.Flex RESUMO Modelo: Spin 1.8 Econo.Flex Carroceria / motorização: MPV, 5 ou 7 passageiros, 4 portas, motorização dianteira, tração dianteira Construção: Aço galvanizado nos painéis exteriores Fabricação: São Caetano do Sul, São Paulo, Brasil MOTOR Modelo: N18XFH Disposição: Transversal Número de cilindros: 4 em linha Cilindrada (cm3): 1.796 Diâmetro e Curso (mm): 80,5 x 88,2 Válvulas: SOHC, duas válvulas por cilindro Injeção eletrônica de combustível: M.P.F.I. (Multi Point Fuel Injection) Taxa de compressão: 10,5:1 Potência máxima líquida (ABNT NBR 5484 – ISO 1585): Etanol: 108 cv a 5.400 rpm/Gasolina: 106 cv a 5.600 rpm Torque máximo líquido (ABNT NBR 5484 – ISO 1585): Etanol: 17,1 mkgf a 3.200 rpm/Gasolina: 16,4 mkgf a 3.200 rpm Combustível recomendado: Gasolina comum e/ou Etanol Rotação máxima do motor (rpm): 6.300 Bateria: 12V, 50 Ah (50 Ah com ar-condicionado) Alternador: 80 A (100 A com ar-condicionado) TRANSMISSÃO Modelo: F17-5CR – Manual de 5 velocidades à frente sincronizadas Relação de marchas: Primeira: 3,73:1 Segunda: 2,14:1 Terceira: 1,41:1 Quarta: 1,12:1 Quinta: 0,89:1 Ré: 3,31:1 Diferencial: 4,19:1 Modelo: GF6 – Automática de 6 velocidades com Active Select Relação de marchas: Primeira: 4,45:1 Segunda: 2,91:1 Terceira: 1,89:1 Quarta: 1,44:1 Quinta: 1,00:1 Sexta: 0,74:1 Ré: 2,87:1 Diferencial: 3,72:1 CHASSIS/SUSPENSÃO Dianteira: Independente do tipo McPherson com molas helicoidais, amortecedores telescópicos pressurizados e barra estabilizadora Traseira: Semi independente, com eixo torsão, barra estabilizadora no eixo traseiro, molas helicoidais e amortecedores pressurizados Direção: Pinhão e cremalheira com assistência hidráulica Direção redução: 16.0:1 Direção número de voltas: 2,87 Diâmetro de giro (m): 10,88 FREIOS Tipo: Discos ventilados dianteiros, tambor traseiro Disco diâmetro x espessura (mm): Dianteiro: 256 x 24; traseiro: tambor 230 x 45 RODAS/PNEUS Rodas: 15 x 6J Pneus: 195/65 R15 DIMENSÕES Distância entre eixos (mm): 2.620 Comprimento total (mm): 4.360 Largura carroceria (mm): 1.735 Largura total (mm): 1.953 Altura (mm): 1.664 Bitola (mm): Dianteira: 1.503; traseira: 1.509 Altura mínima do solo (mm): 136 Peso em ordem de marcha (kg): 1.202 (LT); 1.255 (LTZ) CAPACIDADES Porta-malas (litros): 162 (LTZ, 7 Lugares); 710 (LT, 5 lugares) Carga útil (kg): 510 (LT); 495 (LTZ) Tanque de combustível (litros): 53 Óleo do motor (litros): 3,25 (3,5 com o filtro) Sistema de refrigeração (litros): 5,0 Sistema de partida a frio (litros): 0,50 DESEMPENHO Transmissão Manual Velocidade máxima (km/h): Etanol: 171/Gasolina: 170 Aceleração 0 a 100 km/h (s): Etanol: 11s4 Gasolina: 12s0 Transmissão Automática Velocidade máxima (km/h): Etanol: 165/Gasolina: 164 Aceleração 0 a 100 km/h (s): Etanol: 12s8/Gasolina: 12s9
Galeria de Fotos: Chevrolet Spin

Seja parte de algo grande