Volkswagen já é mais asiática do que européia

Enquanto o grupo PSA Peugeot-Citroën conversa com o governo francês sobre as demissões e o fechamento de uma fábrica, as vendas da Volkswagen continuam subindo. As vendas mundiais no primeiro semestre de 2012 cresceram 8,9% e atingiram o patamar 4,5 milhões de unidades vendidas, e agora mais da metade das vendas já está na Ásia. As vendas na Europa Central e Oriental subiram 27,3% e vendas na Alemanha aumentaram 4,4%. Apenas a Europa Ocidental, excluindo a Alemanha viu uma queda de 5,7%. Nos EUA as vendas subiram 22% e a Ásia registou aumento de 17,6% - para incríveis 2,8 milhões de unidades. Isso significa que mais da metade de todos os carros do grupo VW já são vendidos na Ásia.
Volkswagen já é mais asiática do que européia
É por isso que a Volkswagen é o único fabricante entre os grandes que ainda está indo bem, justamente por não depender mais principalmente da Europa. As vendas estão bem espalhadas pelas marcas do grupo. A Skoda é agora um grande sucesso e vendeu 493.000 no primeiro semestre de 2012, e deve chegar a um milhão de carros até o fim do ano, o que é um grande salto considerando as 200.000 unidades por ano quando a VW comprou a empresa em 1991. A Audi aumentou 12%, para 653.000 unidades, e sem dúvida irá remeter lucros excelentes no final do ano. Mas a Volks tem um filho problemático que é a marca Seat.
Volkswagen já é mais asiática do que européia
As vendas dela caíram 12%, para 163.000 no primeiro semestre, com a pulverização do seu mercado doméstico espanhol. Fizemos as nossas condolências para a situação da SEAT com um executivo da Volkswagen que disse: "A Skoda foi para a China e fez um grande sucesso, enquanto a Seat ficou estática em Barcelona sem fazer nada". Fonte: Autoblog.uk

Seja parte de algo grande