Fiat suspende as vendas ao Irã

A Fiat anuncia que em entra em vigor imediatamente a determinação para todas as suas subsidiárias não comercializarem produtos ou componentes que tenham como destino final o Irã, a marca faz o anúncio em apoio aos esforços internacionais para uma solução diplomática com relação a esse país. A Fiat afirma ainda que todas as suas filiais que mantinham relações comerciais com entidades iranianas sempre conduziram suas empresas em conformidade com todas as normas, leis e regulamentos, incluindo os das Nações Unidas. O grupo United Against Nuclear Iran que se trata de um grupo lobista baseado em Nova York afirmou que a decisão da Fiat poderá influenciar outras empresas do ramo a seguir o mesmo caminho. "Congratulamo-nos com este anúncio e estamos satisfeitos que a subsidiária Iveco não vai mais vender caminhões para o regime iraniano, que os tem usado para transportar mísseis balísticos e executar terríveis execuções públicas", disse o grupo em uma declaração por escrito. Mais empresas devem seguir por esse caminho, principalmente a Peugeot e a Nissan, que são atores importantes na indústria automobilística persa. A Fiat porém afirma que as vendas da Iveco ao Irã não eram significativas e os contratos firmados anteriormente serão cumpridos. Por Julio Cesar / Fonte: Nasdaq.com

Seja parte de algo grande