Toyota quer que metade de seus veículos no Japão sejam híbridos até 2016

O Toyota Mirai, veículo movido a célula de combustível de hidrogênio, poderia sinalizar o futuro automotivo com um preço um pouco acessível e tecnologia verde de ponta. Mas enquanto o Mirai tenta se consolidar como uma revolução no mercado, a Toyota se concentrará nos modelos híbridos e pretende ampliar ainda mais o volume de produção deles. Até o próximo ano, a montadora quer que metade de suas vendas no Japão sejam de carros híbridos. De acordo com a publicação Nikkei Asian Review, a Toyota quer vender 760 mil híbridos no Japão em 2016, um salto importante em comparação com as 684.000 unidades comercializadas no ano passado. Esse número é nada menos do que a metade das vendas totais da empresa no país.
Toyota quer que metade de seus veículos no Japão sejam híbridos até 2016
Para atingir este objetivo, a montadora planeja aumentar a produção global de seus modelos híbridos. Segundo a publicação, a estratégia da Toyota é produzir cerca de 1,32 milhão de híbridos no próximo ano, representando aumento de cerca de 30% em relação a 2014. Diferente do que acontece no Brasil, há um incentivo financeiro para a Toyota prosseguir com esta estratégia verde. No entanto, as regras do Japão para redução de impostos sobre os modelos eficientes estão prestes a ficar mais rigorosas.
Toyota quer que metade de seus veículos no Japão sejam híbridos até 2016
Com a maior exigência, apenas metade de todos os novos modelos vendidos no Japão conseguirão atender as todas as diretrizes para obter os incentivos. Com a estreia iminente da próxima geração Prius, que deve ser produzida no Brasil em 2018, e intensificando a produção de híbridos, a Toyota pode se posicionar como uma opção atraente para os clientes japoneses.

Seja parte de algo grande