Com modificações, BMW chega aos 425 cv, mais que o M2 Coupé original

A BMW nunca irá fabricar um M2 conversível porque seus executivos acham que o cupê é bruto demais para ser um "sem-teto", mas a empresa de personalização suíça Dähler Design & Technik pretende atender à demanda. A criação parece ser boa o suficiente para sair da linha da fabricante bávara. 

A Dähler não entra em detalhes sobre como é feita a conversão, mas a carroceria sugere que a companhia não usa um legítimo M2. Na verdade, parece que usam um Série 2 Conversível como base para as modificações.

 

BMW M2 Convetible by Daehler
BMW M2 Convetible by Daehler
BMW M2 Convetible by Daehler

Eles criaram um M2 mais potente que o que a BMW oferece em seu cupê de 370 cv e 47,4 kgfm de torque no overboost. A Dähler oferece duas configurações: o Stage 1 joga o 6-cilindros em linha turbo de 3 litros para 407 cv e 59,1 kgfm de torque. Dizem que ele chega aos 100 km/h em 4 segundos, com velocidade máxima de 290 km/h. O Stage 2 vai aos 425 cv e 62,2 kgfm de torque e quase alcança a velocidade máxima de 300 km/h. 

Leia também:

O motor preparado soa muito bem com o sistema de escapamento completa em aço inox da Dähler. Acompanha uma dupla de saídas escurecidas posicionadas em cada canto do parachoque traseiro. 

Para segurar tanta potência, são oferecidas pinças de freio com oito pistões e discos de 15,75", maiores do que as rodas de carros populares no Brasil. O M2 Conversível roda sobre um conjunto de suspensão regulável com 16 níveis para compressão e retorno independentes.

O interior é quase igual ao do original, a não ser pela tela da Dähler no lugar da saída de ar no lado do motorista. A pequena tela mostra dados como a temperatura de água e óleo. 

Fonte: Dähler Design & Technik GmbH 

Fotos: divulgação

Seja parte de algo grande