Inteligência artificial é usada para fazer com o que o carro mantenha "relação emocional" com motorista

Representação do que a Honda pensa sobre o futuro, o pequeno NeuV foi um dos grandes destaques elétricos da CES 2017. Abreviação para New Electric Urban Vehicle, o modelo foi concebido para ser uma cápsula de transporte urbano rápido e ao mesmo tempo um fornecedor de energia quando não estiver sendo usado pelo dono.

A carroceria em formato quadrado traz traços minimalistas, como faróis em formato de cubos de gelo e lanternas em formato de "U" invertido. Um detalhe interessante é que não há portas em estilo convencional - para entrar no carro, toda a lateral se desloca para cima.

Leia também:

A energia é fornecida por um motor elétrico de 55 kW (potência de 75 cv) e uma bateria de 20 kWh alimentada por um carregador sem fio bidirecional de 6,6 kW. A autonomia é considerável e varia de 161 km a 322 km.

Outra novidade interessante é o uso de um sistema de inteligência artificial chamado de "emotion engine". Segundo a marca, o dispositivo usa uma série de sensores e câmeras instaladas no veículo para detectar as emoções do motorista e, a partir daí, interagir com conversas e sinais.

Fotos: divulgação 

Seja parte de algo grande