Novo SUV estreia em duas versões de motorização e acabamento, apostando no design para se diferenciar do Duster

Aguardado pelo público desde o ano passado, quando foi exibido no Salão de São Paulo, o Renault Captur brasileiro está finalmente sendo lançado nesta terça-feira (14). Oferecido em duas versões de acabamento e motorização (Zen 1.6 e Intense 2.0), o novo SUV chega posicionado um degrau acima do conhecido Duster, se distanciando do irmão mais velho pelo design e nível de equipamentos.

 

Renault Captur 2018 BR
Renault Captur 2018 BR

 

Diferentemente do Captur europeu, que usa base do Clio local, o Captur produzido no Paraná pega emprestada a plataforma do Duster, o que lhe garante maior espaço interno e porta-malas. O projeto foi liderado pela Renault Tecnologia Américas (RTA), que tem como objetivo desenvolver produtos voltados ao perfil do consumidor latino-americano. Assim, o "nosso" Captur conta com carroceria, suspensões e arquitetura eletrônica exclusivas, tendo rodado mais de 1 milhão de quilômetros em testes pelo Brasil.

Em termos visuais, o Captur quer se destacar na multidão de SUVs com LEDs para condução diurna nos faróis e opção de pintura em dois tons (teto em cor diferente da carroceria), além das lanternas traseiras de LEDs e das rodas aro 17". Serão oferecidas 13 combinações de cores, incluindo 9 combinações em "biton". O teto pode ser preto ou marfim. A carroceria pode ser preta, branca, marrom, laranja, marfim, vermelha, prata ou cinza. Por dentro, o modelo também poderá receber acabamento em duas tonalidades na versão mais cara.

 

Renault Captur 2018 BR

 

Como diferenciais em relação à concorrência, a Renault destaca os maiores ângulos de entrada e saída (23 e 31 graus, respectivamente) e o ponto H (altura do quadril do motorista) mais alto da categoria, com 708 mm. O Captur brasileiro mede 4,33 metros de comprimento por 1,81 m de largura e 1,62 m de altura, com entreeixos de 2,67 m. O vão livre do solo é de 212 mm. E o porta-malas de 437 litros está entre os maiores do segmento.

A versão Zen vem equipada com o recém-lançado motor 1.6 16V SCe, em configuração de 118/120 cv de potência e 16,2 kgfm de torque, aliado exclusivamente ao câmbio manual de cinco marchas. Acelera de 0 a 100 km/h em 11,9 segundos e chega à máxima de 169 km/h, com consumo médio de 7,6 km/l na cidade e 8 km/l na estrada (etanol). Com gasolina, esses números passam a 10,9 km/l e 11,3 km/l, respectivamente, segundo dados do Inmetro.

Já a versão Intense traz o conhecido 2.0 16V de 143/148 cv de potência e 20,2/20,9 kgfm de torque, este somente com o antigo câmbio automático de quatro marchas - um tanto defasado diante dos CVTs e dos automáticos de seis marchas da concorrência. Chega aos 100 km/h em 11,1 segundos e atinge máxima de 179 km/h, com consumo de 6,2 km/l na cidade e 7,3 km/l na estrada, com etanol. Com gasolina, registra 8,8 e 10,8 km/l, nesta ordem.  

    

Renault Captur 2018 BR
Renault Captur 2018 BR

Ambas as versões vêm equipadas com quatro airbags e controle de estabilidade (ESP) com função de assistente de partida em rampas, além de fixações Isofix para cadeirinhas infantis. Chave presencial do tipo cartão, piloto automático e limitador de velocidade também são itens de série. 

Os preços e equipamentos são os seguintes:

Captur Zen 1.6 SCe (R$ 78.900): quatro airbags (dianteiros e laterais), controle eletrônico de estabilidade (ESP), controle eletrônico de tração (ASR), assistente de partida em rampas (HSA),  freios com ABS, ISOFIX,  direção eletro-hidráulica, volante com regulagem da altura, ar-condicionado, rodas aro 17 polegadas de liga leve, vidros elétricos, alarme perimétrico, chave-cartão hands free, comando de áudio e celular na coluna de direção (comando satélite), assento do condutor com regulagem de altura, sistema CAR (travamento automático das portas a 6 km/h), Luzes diurnas em LED, retrovisores rebatíveis, piloto automático com indicador e limitador de velocidade. Opcional: Media Nav + Câmera de Ré (R$ 1.990); pintura em dois tons (R$ 1.400).

Captur Intense 2.0 automático (R$ 88.490): adiciona rodas aro 17 polegadas de liga leve diamantadas, apoio de braço, Media Nav 7” touchscreen, câmera de ré, ar-condicionado automático, sensor de chuva, farol de neblina com função Cornering Light, sensor crepuscular. Opcional: bancos em couro (R$ 1.500) e pintura em dois tons (R$ 1.400).

* Durante a apresentação oficial, a Renault confirmou que a versão equipada com motor 1.6 16V e câmbio automático CVT estará disponível em até três meses. 

A garantia é de 3 anos ou 100 mil km, com extensão de 2 anos para quem optar pelo financiamento do carro junto ao Banco Renault. As revisões possuem preço fechado e são realizadas a cada 10 mil km ou 1 ano.

Motor1 está presente ao lançamento do Captur e trará as primeiras impressões ao dirigir do modelo em breve. Fique ligado!

 

Seja parte de algo grande