Teste rápido Fiat Toro 2.4 Flex - Fôlego extra para continuar líder

Quando o Jeep Renegade foi lançado no Brasil, a FCA foi bastante questionada sobre a vinda do motor 2.4 Tigershark para o então recém-lançado SUV. Na ocasião, a marca negou a intenção de lançá-lo por aqui, o que realmente acabou não acontecendo a não ser no modelo destinado à exportação. Tudo por causa do IPI: enquanto o 1.8 paga 11%, o 2.4 pagaria 18%. Picapes não sofrem acréscimo de impostos dependendo do tamanho do motor. O IPI para elas é sempre de 8%. Com isso, a estratégia para a Fiat Toro foi diferente e ela passou a contar com a motorização mais forte menos de um ano depois de seu lançamento. Chegou a hora de contar como ela anda, não sem uma rápida apresentação.

Sucesso de vendas, como têm sido todos os modelos produzidos na fábrica de Pernambuco, a Toro deve fechar o ano na liderança das picapes não compactas. Ela não é exatamente uma média, mas está mais próxima em porte e preço de modelos como S10 e Hilux, e ganha mais um argumento de vendas com a nova versão. 

 

Fiat Toro 2.4 Flex

 

Elogiada pelo conforto de rodagem e excelente dinâmica, qualidades que se repetem nesta nova versão, a Toro 2.4 Flex segue o mesmo visual dos demais modelos. Se comparada à 1.8 flex, a Toro 2.4 é igual por dentro e por fora, a não ser pelo logotipo "AT9" no lugar do "AT6" e pelos novos botões para o modo Sport e stop/start, exclusivos deste modelo mais potente. 

Se comparada à Freedom com motor flex, a Freedom Tigershark ganha novos itens de série: retrovisores com função tilt-down, capota marítima, sensor de monitoramento da pressão dos pneus e iluminação do assoalho quando se abrem as portas.

 

Fiat Toro 2.4 Flex

 

No mais, o pacote de equipamentos conta com ar-condicionado digital de duas zonas, direção com assistência elétrica, vidros elétricos nas quatro portas, brake light, luz de caçamba, volante multifuncional revestido em couro, borboletas para trocas de marcha e rodas de liga leve de aro 16".

Principal novidade da picape, o motor 2.4 Tigershark entrega 186 cv a 6.400 rpm e 24,9 kgfm de torque máximo a 4.000 rpm com etanol - 174 cv e 23,5 mkgf, com gasolina. Destaque para o cabeçote MultiAir 2, que varia o tempo e abertura das válvulas de admissão.

 

Fiat Toro 2.4 Flex

 

O modo Sport, que já mencionamos, deixa a aceleração mais pronta e joga as trocas de marchas para giros mais altos, dando um pouco mais de tempero à condução. Mesmo no modo normal, o desempenho é completamente diferente do apresentado pelo fraco 1.8 flex, sem contar que o 2.4 vem associado ao câmbio de 9 marchas.

Longe da lentidão nas saídas da versão 1.8 flex, a Toro 2.4 fica bem próxima da 2.0 turbodiesel, com a vantagem de o motor ser muito mais elástico. Em nossas medições, ela acelerou de 0 a 100 km/h em 11,1 segundos (a 1.8 havia cumprido a tarefa em 14,6 s), uma boa marca para um veículo de 1.704 kg. 

Tanto na cidade quanto na estrada, é nítido o ganho de potência, que agrada por ser entregue de forma bastante linear. As retomadas de 40 a 100 km/h e 80 a 120 km/h baixaram o tempo em torno de 3 segundos em média se comparadas às da 1.8 E-torQ. Outro detalhe que chamou a atenção na 2.4 foi o baixíssimo nível de ruído na cabine, aparentemente menor que os das outras duas motorizações. 

 

Fiat Toro 2.4 Flex

 

Em razão da maior potência e torque, em um veiculo que não ganhou tanto peso assim (cerca de 80 kg), esperava-se que o consumo não fosse tão alto. Na prática, a Toro 2.4 mostrou bastante apetite: dirigindo de forma comedida, ela não passou de 4,9 km/l na cidade e de 8,0 km/l na estrada com etanol. 

Custando R$ 15.800 a mais em relação ao mesmo acabamento com motor 1.8 Flex, a Toro Freedom 2.4 Tigershark tem preço sugerido de R$ 98.730, mesmo valor cobrado pela versão diesel 4x2 manual. Apesar do bom desempenho, a grande diferença de preço para a opção mais em conta é algo a se considerar.

Por Julio Cesar

Fiat Toro 2.4 Flex

MOTOR dianteiro, transversal, quatro cilindros, 16 válvulas, 2.360 cm³, flex
POTÊNCIA/TORQUE 174 cv / 6.250 rpm (gasolina), 186 cv / 6.250 rpm (etanol); 23,5 Kgfm / 4.000 rpm 24,9 Kgfm / 4.000 rpm
TRANSMISSÃO automática de 9 marchas, tração dianteira
SUSPENSÃO independente McPherson na dianteira e multilink na traseira
RODAS E PNEUS aço 215/65 R16 (liga leve opcional) 
FREIOS discos sólidos na dianteira e a tambor na traseira, com ABS e ESP
PESO  1.704 kg em ordem de marcha
DIMENSÕES

comprimento de 4.915 mm, largura de 1.844 mm, altura de 1.680 mm e entre-eixos de 2.990 mm

altura do solo de 211 mm

PORTA-MALAS 820 litros de volume na caçamba
PREÇO R$ 98.730

 

MEDIÇÕES
    Toro Freedom 2.4  
Aceleração    
  0 a 60 km/h
4,9 s
 
 
  0 a 80 km/h 7,7 s  
  0 a 100 km/h 11,1 s  
Retomada    
  40 a 100 km/h em D 8,3 s  
  80 a 120 km/h em D 8,1 s  
Frenagem    
  100 km/h a 0
41,2 m
 
  80 km/h a 0
26,0 m
 
 
  60 km/h a 0 14,6 m  
Consumo (etanol)    
  Ciclo cidade 4,9 km/l  
  Ciclo estrada 8,0 km/l  

 

Fotos: divulgação

 

Read full reviewView less