Kia não repassará aumento do IPI em seus modelos

A Kia Motors do Brasil anunciou que manterá os preços de todos os veículos comercializados no País, mesmo com o retorno gradual do IPI aos modelos movidos à gasolina e o benefício isolado de alíquotas mais baixas, até o dia 31 de março de 2010, aos carros flex fuel até 2.0 litros, medida anunciada na semana passada pelo ministro da Fazenda Guido Mantega. "Somos frontalmente contrários a esta medida protecionista. Mas, em respeito aos consumidores brasileiros, não repassaremos o retorno gradual do IPI aos modelos da Kia Motors, cuja motorização sem enquadre na faixa até 2.0 litros", explica José Luiz Gandini, presidente da importadora. A contrariedade da Kia Motors do Brasil está fundamentada no próprio estudo divulgado em setembro último pelo Ministério do Meio Ambiente, no qual se comprova que o álcool combustível pode poluir tanto quanto à gasolina. E que os motores com menor potência chegam a poluir mais do que os equipamentos com maior capacidade. Nesse sentido, aliás, carros com motor 1.0 litro no mercado interno significaram, de janeiro a outubro deste ano, 52% de participação, informa a marca em comunicado.

Seja parte de algo grande