CARPLACE no Chile: Variedade de modelos surpreende

BYD F0 Por Thiago Parísio, redator do CARPLACE: Durante a semana passada (13/09 a 18/09), estive no Chile e gostaria de compartilhar com todos um pouco da experiência que tive em relação aos carros comercializados em nosso vizinho sul-americano. A viagem foi a turismo, mas deixou um gostinho especial para alguém apaixonado por carros como eu. Vamos aos principais pontos que mostram o quanto o Chile pode ensinar ao nosso país: 1º Embora não possua nenhuma montadora instalada em seu território, o Chile possui uma variedade bem maior de marcas de automóveis do que o Brasil. As japonesas Mazda e Daihatsu, as sul-coreanas Daewoo e Samsung (sim, o mesmo grupo de eletrônicos também fabrica automóveis), a sueca Saab e as chinesas BYD e DFM, por exemplo, estão presentes no mercado local. 2º O mesmo se aplica aos modelos: os consumidores chilenos têm à sua disposição uma variedade incomum de versões de automóveis e utilitários não vistos por aqui. O Hyundai Accent, líder de vendas no país em 2010, por exemplo, não é comercializado no Brasil há muitos anos Veja alguns modelos presentes no Chile que (ainda) não são vendidos por aqui (além do BYD F0 acima):
CARPLACE no Chile: Variedade de modelos surpreende
Kia Cerato Koup
CARPLACE no Chile: Variedade de modelos surpreende
Chevrolet Aveo
CARPLACE no Chile: Variedade de modelos surpreende
Chevrolet Optra XL
CARPLACE no Chile: Variedade de modelos surpreende
Chevrolet Silverado
CARPLACE no Chile: Variedade de modelos surpreende
Chevrolet Spark GT
CARPLACE no Chile: Variedade de modelos surpreende
Hyundai Getz
CARPLACE no Chile: Variedade de modelos surpreende
Hyundai Sonata Kia Rio Sedan
CARPLACE no Chile: Variedade de modelos surpreende
Samsung SM5
CARPLACE no Chile: Variedade de modelos surpreende
Suzuki Swift
CARPLACE no Chile: Variedade de modelos surpreende
Toyota Yaris Sedan
CARPLACE no Chile: Variedade de modelos surpreende
VW Polo (nova geração) 3º O Chile, embora possua renda per capita maior do que a do Brasil, oferece preços bem mais em conta: um Chevrolet Spark GT (equivalente ao Celta daqui), por exemplo, custa a partir de 5.090 pesos chilenos (algo como R$ 20.360) e já oferece ar condicionado como item de série. O que dizer, então, de um Kia Cerato de entrada a partir de 8.690 pesos, ou pouco menos de R$ 35 mil? 4º Os chilenos não tem medo de ousar nas cores: diferente do Brasil e de outros países do mundo onde há uma ditadura do preto e do prata, o Chile é receptivo a cores mais vivas, mais alegres. É comum vermos nas ruas carros em cores como laranja, verde claro e azul piscina. Cheguei até mesmo a ver um modelo rosa metálico (isso mesmo, rosa metálico)! De volta ao nosso país, além da saudade de um Chile belíssimo, com povo educado, ruas limpas e transporte público eficiente, ficou a inveja positiva do que os chilenos têm à sua disposição na hora de escolher um carro. Acorda, Brasil! Thiago Parísio Fotos: Michelle Parísio

Seja parte de algo grande

CARPLACE no Chile: Variedade de modelos surpreende

Foto de: Fábio Trindade