Voz do Dono: Proprietário avalia Kia Picanto 2011

Minha esposa estava à procura de seu primeiro carro e a nossa opção inicial era adquirir um Renault Logan 1.0 Authentique por dois bons motivos: preço competitivo (R$ 31.990 com ar, DH e pintura metálica) e experiência passada satisfatória, já que nosso último carro antes do atual Kia Cerato havia sido um Logan Expression 08/09 que nos agradou bastante. O Kia Picanto, que ela já havia conhecido quando comprei o meu carro, no entanto, era a sua preferência. O preço inicial (R$ 35.900, com frete e pintura metálica aqui em Recife-PE) ainda ficava um pouco acima do que havíamos estabelecido como valor máximo para a compra, mas após negociação com a mesma concessionária em que realizei negócio em dezembro passado, fechamos a compra de um modelo 2011 na cor prata.
Voz do Dono: Proprietário avalia Kia Picanto 2011
Quase um mês e meio depois de retirá-lo da concessionária, já posso comentar um pouco sobre coisas que nos deixam extremamente felizes (e outras nem tanto) em relação ao carro: ACABAMENTO - Nível claramente superior ao encontrado nos carros nacionais de sua faixa de preço. Os plásticos são de boa qualidade, sem rebarbas e com encaixes perfeitos; - O painel em 02 cores (preto e cinza), combinado com bancos em tecido claro, oferece uma sensação de maior espaço e até mesmo certo nível de requinte para um carro deste valor; - Porta-malas completamente forrado e com iluminação; CONFORTO / EQUIPAMENTOS / SEGURANÇA - Duplo air bag como um ótimo diferencial para um carro deste segmento Outros itens de série como vidros elétricos nas 04 portas, retrovisores elétricos com setas de indicação, som com CD player, MP3 e entrada para iPod, além de faróis de neblina também são incomuns entre os carros populares nacionais; - Ar condicionado extremamente eficiente, refrigerando bem toda a cabine mesmo na velocidade 01; - Para um modelo considerado popular, o silêncio a bordo é exemplar – em ponto morto, o carro parece estar desligado; - Embreagem e câmbio macios e precisos; - Excelente direção elétrica, leve o bastante para estacionar e com firmeza adequada em maiores velocidades; - Densidade da espuma das almofadas dos bancos poderia ser mais firme e oferecer maior suporte lateral para as pernas; - Falta regulagem de altura para o banco do motorista, mas a posição de dirigir não é comprometida; ESPAÇO INTERNO - Similar ao do novo Uno, é bom para 04 pessoas. Na frente, o espaço interno para motorista e passageiro são bons, mas condutores com mais de 1,85 m podem sentir a falta de um maior deslocamento do banco para trás. MOTORIZAÇÃO - Embora o motor seja 1.0 de 64 cv, as dimensões e o peso reduzidos facilitam a agilidade do carrinho no trânsito urbano, que se comporta como se fosse equipado por um propulsor 1.4. Carregado e com ar ligado, sofre menos do que os demais populares à venda no mercado para se locomover; CONSUMO - Ponto de destaque: no 2º tanque (menos de 400 km rodados), em trânsito moderado e com ar ligado pelo menos 80% do tempo, a média chegou próxima aos 14 km/l. Ainda não tive oportunidade de testá-lo em rodovia, mas acredito ser possível uma média superior aos 17,5 km/l com alguma facilidade. PNEUS O perfil baixo dos pneus que equipam o Picanto vendido por aqui – 165/60 R14, medida difícil de achar no mercado paralelo – compromete um pouco o conforto em vias de asfalto irregular. O ideal é substituí-los por pneus 175/70 R14, algo que não compromete o desempenho e a economia de maneira significativa, mas garantem uma maior maciez. PORTA-MALAS - Poderia ser melhor: pela proposta de carro urbano, a capacidade de 220 litros não é das piores (é melhor, por exemplo, que a do Peugeot 207 ou do antigo Ka), mas a situação se complica um pouco se este for um modelo para família. Como um segundo carro ou como primeiro modelo de uma pessoa solteira ou de um jovem casal, o porta-malas é suficiente para pequenas viagens e para as compras do mês. Uma facilidade é que o banco traseiro pode ser rebatido em 1/3, 2/3 ou total de acordo com a necessidade. Para a proposta do carro e por tudo o que ele oferece, incluindo garantia total de 05 anos, uma excelente opção de compra nesta faixa de preço. Recomendamos bastante. DADOS Kia Picanto EX 1.0 Ano / modelo: 10/11 Câmbio: Manual Cor: Prata KM: 1.250 km Thiago Parísio

Seja parte de algo grande

Voz do Dono: Proprietário avalia Kia Picanto 2011

Foto de: Fábio Trindade