Meta ousada: Renault e Nissan almejam 3º lugar mundial entre as maiores fabricantes

Se no Brasil o mês de maio não foi dos melhores nem para a Renault (7º lugar, com 8.209 unidades) nem para a Nissan (13º, com 1.926), ao menos não serviu para abalar o otimismo do presidente executivo da Renault-Nissan em relação às metas mundiais traçadas para 2010. Para o brasileiro Carlos Ghosn, a expectativa é de que o mercado mundial produza cerca de 70 milhões de veículos leves neste ano. Em entrevista ao jornal norte-americano Financial Times, o executivo disse acreditar que o grupo que dirige seja responsável por cerca de 10% (7 milhões) deste total, incluindo também os veículos da parceira russa Autovaz. Com estes números, a Renault-Nissan ficaria atrás apenas de Toyota e VW. De acordo com Ghosn, “você não sabe quem vai partir para cima de quem, nem quando, nem por qual motivo, mas isso vai acontecer”. Por: Thiago Parísio - Fonte: UOL Carros

Seja parte de algo grande