Garagem CARPLACE: Levamos a Nova Montana para o autódromo de Interlagos

Neste sábado, levamos a Nova Montana para o autódromo de Interlagos. Não, não fomos até para testá-la na pista, mas sim para conferir as provas que definiram os grids da GT Brasil e também da FIA GT1 World Championship. Tempo muito quente em São Paulo, mas com trânsito tranquilo: bom para teste de desempenho com ar condicionado ligado.
Garagem CARPLACE: Levamos a Nova Montana para o autódromo de Interlagos
Nova Montana credenciada para a FIA GT1 Championship (Estacionamento, claro!) Clique nas imagens para ver em alta resolução. Saímos por volta das 14h00, sol de rachar e temperatura em torno de 34° C. Ligamos o ar-condicionado e iniciamos o percurso na Rodovia Castelo Branco, passando por toda a extensão da Marginal Pinheiros. Trânsito livre, bem diferente da situação caótica dos dias de semana.
Garagem CARPLACE: Levamos a Nova Montana para o autódromo de Interlagos
Bem, com o ar condicionado ligado, a Montana sofre um pouco para deslanchar. Para chegar a 120 km/h precisamos pisar fundo no acelerador, elevar bem o giro do motor para poder sentir a força dos 102 cv de potência. A retomada também é lenta com o ar-condicionado ligado. Neste momento, sentimos a falta de um motor mais generoso. O atual 1.8 Flexpower já seria suficiente.
Garagem CARPLACE: Levamos a Nova Montana para o autódromo de Interlagos
Ao entrar na marginal Pinheiros, a velocidade permitida é de 90 km/h. Resolvemos testar o piloto-automático. Foi bem interessante, mas vamos detalhar melhor este item nas próximas matérias. Queremos tirar a prova numa rodovia num percurso maior por mais tempo.
Garagem CARPLACE: Levamos a Nova Montana para o autódromo de Interlagos
No fima da tarde ao voltar, com temperatura mais amena, não precisamos acionar o ar condicionado. Surpresa: nem parecia o mesmo carro. Com o ar condicionado desligado a Nova Montana fica mais esperta, mais ágil, responde melhor ao acelerador e deslancha mais fácil. Não é preciso forçar para conseguir atingir 90 km/h (limite na Marginal Pinheiros) e depois, na rodovia Castelo Branco, 120 km/h.
Garagem CARPLACE: Levamos a Nova Montana para o autódromo de Interlagos
Como a vocação de um carro como este é o trabalho, vamos tentar colocar carga na caçamba e testar o desempenho tanto com o ar ligado, quanto com o ar desligado.
Garagem CARPLACE: Levamos a Nova Montana para o autódromo de Interlagos
Como já falamos anteriormente, a condução da Nova Montana é boa, mas um motor mais forte a deixaria mais interessante. Certamente a Chevrolet lançará uma versão mais "forte", mas será que vai ser com o atual motor 1.8? Se for, porque até agora o Agile não foi equipada como ele?

Seja parte de algo grande