Marchionne quer juntar Fiat e Chrysler

Sergio Marchionne, CEO do Grupo Fiat Chrysler teria dito que existe o interesse em juntar as duas empresas e que a união poderia ocorrer em até três anos, segundo informações divulgadas pelo site Automotive News. No entanto, a união não pode acontecer antes que a Chrysler refinancie os empréstimos recebidos do governo norte-americano e, é claro, caso haja uma boa oferta de ações entre as empresas. “Quem sabe? Nos próximos dois ou três anos nós poderíamos olhar para uma nova empresa. E ela poderia se situar aqui, nos EUA”, disse Marchionne.
Marchionne quer juntar Fiat e Chrysler
Em 2010, a Fiat comprou 25% da Chrysler e assim que pagar seus débitos para o governo americano e canadense, aumentará sua participação para 51% na empresa. O conglomerado Fiat S.p.A. inclui marcas como Ferrari, Maserati e os 25% da Chrysler. Ainda de acordo com o site, Marchionne negou a venda da Alfa Romeo para a Volkswagen: “Enquanto for CEO da Chrysler e da Fiat, não venderei a Alfa”, disse o executivo. Durante o Salão de Detroit, no mês passado, circulavam boatos de que a marca voltaria ao mercado norte-americano em 2012, mas não há nada confirmado. Já no Brasil, parece que a Alfa Romeo vem mesmo em 2012, conforme afirmou Marchionne durante visita ao nosso país em setembro de 2010. Por: Aline Amaral - Fonte: Automotive News/Carro Online

Seja parte de algo grande

Marchionne quer juntar Fiat e Chrysler

Foto de: Fábio Trindade