Audi Q7 2011 chega ao Brasil com novo motor 3.0 V6 por R$ 320 mil

A linha Audi Q7 2011 acaba de chegar ao Brasil com alguns retoques de estilo e mais recursos de conforto e entretenimento a bordo. Outra novidade do modelo é a adoção do motor 3.0 TFSI combinado à nova transmissão Tiptronic de oito marchas.
Audi Q7 2011 chega ao Brasil com novo motor 3.0 V6 por R$ 320 mil
Externamente, o Q7 2011 tem como destaque no design a sua frente agressiva, com grade ampla, cromada, expressando a identidade Audi. O conjunto se completa com os faróis bi-xenon com iluminação por leds, que já se consolida como um distintivo da marca. Outra novidade na carroceria do Q7 é a inclusão de partes confeccionadas em alumínio, como a tampa traseira, as caixas de roda e os para-lamas.
Audi Q7 2011 chega ao Brasil com novo motor 3.0 V6 por R$ 320 mil
Debaixo do capô está escondido o novo trunfo do Q7: o novo motor 3.0 V6 TFSI. O propulsor, mais compacto e leve que o anterior V8, além de ser mais econômico e muito menos poluente, entrega mais desempenho e eficiência. No caso do Q7, a comparação com a versão V8 4.2, vendida no Brasil até o final do ano passado, impressiona: a aceleração de 0 a 100 km/h, antes obtida em 7,4 segundos, baixou para 6,9 segundos neste V6 de última geração.
Audi Q7 2011 chega ao Brasil com novo motor 3.0 V6 por R$ 320 mil
O segredo deste aproveitamento energético está na combinação de tecnologias de ponta, como o sistema de sobrealimentação por compressor volumétrico Roots e o sistema de injeção direta de gasolina (FSI). O compressor Roots tem dois rotores que geram uma pressão máxima de 0,8 bar quando giram a 2.300 rpm, o equivalente a uma tonelada de ar por hora. O ar que passa pelo compressor é resfriado em dois intercoolers de alumínio arrefecidos por água. Paralelamente, a injeção direta de combustível é feita por sistema common rail a uma pressão de até 150 bar nas câmaras de combustão. A rápida ação dos seis injetores permite até três injeções por ciclo operacional. Com essas características, o 3.0 TFSI rende 333 cv de potência e atinge velocidade máxima de 245 km/h. O torque máximo é de 44,9 kgfm a apenas 2.900 rpm, o qual se mantém nessa faixa até 5.300 rpm. A combinação com a nova transmissão Tiptronic de oito marchas, com opção de comando por meio de aletas atrás do volante (shift paddle), proporciona mudanças rápidas, apropriadas ao estilo do motorista e às condições do terreno. O motorista pode escolher entre o modo esportivo e econômico. A nova caixa ajuda a reduzir o consumo em até 5%, o qual segundo a marca alcança 11,7 km/l na estrada. A emissão de CO2 é de 249 g/km, 21% inferior à do motor V8. Na parte intena, destaque para o vidro do teto solar panorâmico (com acionamento elétrico) e para o couro Verano que recobre os bancos, as laterais das portas, o volante e a alavanca do câmbio. O modelo também dispõe de saídas de ar-condicionado independentes para motorista e passageiro da frente. Ao centro do painel, um display colorido de 6,5 polegadas exibe informações do Audi MMI (Multi Media Interface), sistema que gerencia as funções de climatização, sonorização, sistema de auxílio de estacionamento, relógio e termômetro externo. O sistema Bluetooth é de série. O modelo também traz o assistente de estacionamento Audi Parking System Advanced, o que conta uma câmera instalada na tampa do porta-malas traseiro e exibe a imagem na tela do MMI. Em termos de segurança, o Audi Q7 traz freios ABS, carroceria com zonas de deformação programadas, reforços em pontos mais vulneráveis, ausência de cantos vivos dentro e fora do carro, além dos cintos com controle elétrico e de seis air bags (dois frontais e quatro laterais). Para evitar colisões laterais com motociclistas ocultos em pontos cegos, por exemplo, e também facilitar as manobras de troca de faixa, o Audi Q7 pode ser equipado opcionalmente com o Audi Side Assist. O sistema usa radares no para-choque traseiro que monitoram as áreas próximas e a traseira do veículo, para alertar o motorista no caso de alguma aproximação. Um sinal de luz amarela na lateral dos espelhos retrovisores indica que o motorista não deve mudar de faixa. Caso insista na mudança e acione a seta, o sistema dispara um flash para alertar do risco de colisão. Os sensores, com alcance de 50 metros, podem ficar ligados constantemente, bastando um toque na tecla que fica na lateral da porta. O Audi Q7 já está disponível na rede de concessionárias Audi a partir de R$ 320 mil, em oito opções de cores e três de revestimentos internos. Os únicos equipamentos opcionais são o Audi Side Assist, o controlador de velocidade adaptativo, o pacote de entretenimento traseiro e o sistema keyless-go.

Seja parte de algo grande

Audi Q7 2011 chega ao Brasil com novo motor 3.0 V6 por R$ 320 mil

Foto de: Fábio Trindade