Denise Johnson, presidente da GM do Brasil, pede demissão

A norte-americana Denise Johnson pediu demissão do seu cargo de presidente da General Motors do Brasil. A executiva não chegou a completar 7 meses no cargo, mas decidiu deixá-lo "em busca de novas oportunidades de carreira". Até que outro executivo seja nomeado para o cargo, quem assume é o atual presidente da GM na América do Sul, Jaime Ardila. Denise é formada em engenharia mecânica, trabalhou 21 anos na montadora e já foi engenheira-chefe do segmento de compactos nos EUA e vice-presidente de Relações Trabalhistas da GM América do Norte. Ela foi a primeira mulher a assumir a presidência da GMB, aos 43 anos.

Seja parte de algo grande