Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012

A General Motors promoveu um encontro entre os principais blogueiros do setor automotivo na última sexta-feira (14) para uma apresentação oficial do seu mais recente lançamento, o Chevrolet Cruze. Após a apresentação de todos os detalhes do modelo por Rodrigo Fiocco, Gerente de Marketing da GM, tivemos a oportunidade de rodar com o sedã por alguns quilômetros entre trechos de cidade e estrada.  CLIQUE NAS IMAGENS PARA VER EM ALTA RESOLUÇÃO O objetivo do Cruze é ser um divisor de águas para a Chevrolet e isso ficou bem claro durante a apresentação. A proposta do modelo é conseguir conquistar consumidores da classe média alta, tantos os mais tradicionais quanto os mais modernos, com a oferta de um modelo com visual moderno e bastante tecnologia embarcada.
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
Em termos visuais, a marca destaca que a esportividade do modelo é realçada pela curvatura do teto e pela linha de cintura mais elevada que tem por objetivo deixar o modelo “elegante”. Falando do visual externo, ao vivo, o Cruze demonstra certa imponência – destacada principalmente pelo desenho um pouco saltado do capô - e transmite um aspecto bem mais moderno quando comparado o Vectra.
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
A parte interna segue a mesma proposta. De acordo com Fiocco, os engenheiros da marca tiveram como meta criar um ambiente atrativo e ao mesmo tempo moderno. De fato conseguiram, pois o desenho do painel no estilo dual cockpit (dois ambientes com clara separação para motorista e passageiro) em nada lembra seu antecessor. Além do desenho, todos os botões de comandos são novos, sem contar o quadro de instrumentos bem mais trabalhado.
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
Na versão LTZ, o modelo ainda conta com a tela colorida de 7 polegadas que concentra as informações da navegação por GPS e sistema de entretenimento além de permitir também algumas configurações do carro. Nesta versão, destaque também para o sistema de abertura das portas sem chave e ignição do motor através de botão. Na unidade em que testamos, a coluna de direção estava toda riscada, o que indica que muitos que testaram ainda não estão acostumados e tentaram colocar uma chave qualquer naquele local. Se por um lado mostra significativos avanços, por outro, o modelo deixa de oferecer alguns mimos e detalhes de acabamento presentes no Vectra. O primeiro detalhe é que o Cruze não possui o sistema de eliminação da pressão da cabine com uma pequena abertura automática do vidro quando se abre uma porta. Outro item, que faz diferença para os mais detalhistas, é o fato dos esguichos e limpadores do para-brisa ficarem totalmente à mostra no Cruze (no Vectra estes itens são ocultos pelo desenho do para-brisa).  Ao abrir a tampa do motor outro detalhe: uma vareta precisa ser encaixada para sustentar a tampa, enquanto a tarefa é realizada por um amortecedor no Vectra. O painel do Cruze é bem mais atrativo do que o do Vectra, com desenho mais moderno, acabamento que simula fibra de carbono no console central, com a clara impressão de que tudo foi feito exclusivamente para aquele carro, porém, o plástico aplicado no painel não é macio ao toque como no antecessor.
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
O sistema de som é bem completo e conta com entradas USB e auxiliar e também com conexão Bluetooth, porém, a conectividade por Bluetooth não reproduz músicas do aparelho celular, permanecendo apenas a função de telefone. Para smartphones, a solução é usar o cabo USB mesmo. Apesar destes pequenos detalhes, quando falamos em itens e equipamentos, a história é realmente outra. Começando pelos itens de série desde a versão mais básica, estão os freios ABS com EBD quatro airbags (dois frontais e dois laterais), computador de bordo, piloto automático e comando de som no volante, ar condicionado com AQS (sistema que identifica a poluição do ar e realiza a troca automática), faróis auxiliares de neblina, rebatimento elétrico dos retrovisores e sensor crepuscular e de chuva.
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
A marca também destaca que os itens do Cruze LT, que na versão automática custa R$ 71.990, possui a mais do que o Corolla Xei AT (R$ 77.070), Civic LXL SE AT (R$ 73.885) e Hyundai Elantra Automático (R$ 73.100) os retrovisores externos com desembaçador, retrovisor eletrocrômico, controle de estabilidade (ESP), controle de tração, PBA (Panic Brake Assist) e o sistema AQS (Air Quality System) do ar condicionado. Fora isso, o modelo também conta com rodas de 17 polegadas, ante 16” dos dois rivais japoneses.
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
Mesmo na configuração de entrada, a LTZ, o objetivo da marca é oferecer mais do que os concorrentes diretos Toyota Corolla e Honda Civic, além do estreante Hyundai Elantra. Partindo para a versão LTZ, o modelo adiciona dois airbags (totalizando seis com oito pontos de proteção), tela colorida com sistema de navegação e entretenimento integrados, bancos com revestimento em couro em tom claro, rodas com desenho de 10 raios, sensor de estacionamento e régua da tampa do porta-malas cromada. Ao volante do Cruze O Cruze possui ajuste de altura e profundidade do volante e ajuste manual de altura do banco do motorista, o que permita encontrar a posição ideal para dirigir com facilidade. A visibilidade geral é boa, porém, o retrovisor central possui um desenho arredondado que reduz um pouco a visão traseira. Os bancos são firmes e com laterais saltadas que não deixam motorista e passageiro ficarem “escorregando”.
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
Nossa principal curiosidade, assim como a maioria dos leitores, era sobre o desempenho do novo motor 1.8 16V Ecotec com duplo comando de válvulas continuamente variável e também pelo novo câmbio automático de seis marchas (do modelo testado). Carro ligado, hora de testá-lo na prática.
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
Ao sair da sede da GM em São Caetano do Sul rodamos cerca de 40 quilômetros, sendo que grande parte foi em trecho urbano com trânsito e, como de costume, com asfalto irregular e buracos. Bom para testar a suspensão e o isolamento acústico.
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
Rodando com o Cruze na cidade, em baixa velocidade (entre 40 e 60 km/h), o tratamento acústico isola bem o ruído do motor. A suspensão é firme e transmite segurança ao rodar, mas as rodas de 17 polegadas fazem com que a aspereza de alguns buracos seja sentida pelos passageiros. As trocas de marchas são suaves e quase que imperceptíveis. Com 90% do torque disponível a partir de 2.200 rpm, o Cruze demonstra certa agilidade no trânsito. Outro detalhe que demonstra uma grande evolução do Cruze é a direção. Com assistência elétrica, a direção se mostra muito direta e respostas ágeis, o que deixa a condução muito mais interessante.
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
Na estrada, as 16 válvulas do motor Ecotec exigem que o motorista acelere mais fundo para conseguir um desempenho interessante. Junto vem também o ruído do motor para a parte interna. Ao pisar forte, ouve-se bem o barulho do motor invadindo a cabine. A aceleração também não empolgará quem espera um carro com dotes esportivos. Na ficha técnica do modelo a marca informa que a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 11,7 segundos com gasolina, mas a impressão que tivemos é de que este tempo é um pouco maior. Com a velocidade estabelecida, a sexta marcha cumpre o seu papel e torna o rodar mais suave, trabalhando em rotação mais baixa do motor e cessando o barulho dentro da cabine. O dia estava chuvoso e o local da parada para troca dos motoristas foi em um clube de campo com ruas de paralelepípedos, ou seja, extremamente escorregadio. Neste ambiente também pudemos testar o controle de tração do modelo, o qual permitiu conduzir o Cruze de forma tranqüila e sem surpresas. Os freios, com ABS, EBD e PBA, também se demonstraram plenamente satisfatórios quando foram exigidos em uma brusca frenagem numa pista molhada, mantendo a trajetória do carro até a parada total. Conclusões Em comparação com o Vectra, o Cruze traz inúmeros avanços para a marca. Os destaques ficam por conta do moderno conjunto mecânico composto pelo motor 1.8 16V Ecotec Dual VVT e pelos câmbios manual e automático de seis marchas, pelo novo e moderno padrão de acabamento interno e também pela farta lista de itens de série. Como citamos acima, perdeu alguns mimos presentes no Vectra, mas se comparado às inovações que recebeu, não farão falta.
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
Para deixar o Cruze mais atrativo, a Chevrolet poderia substituir arcos com mola que sustentam a tampa do porta-malas e oferecer um sistema de auxílio de estacionamento com câmera de ré. Itens que poderão ser facilmente aplicados futuramente.
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
Sobre os preços, a Chevrolet trouxe um produto moderno e com mais itens de série do que os concorrentes e espera que isto seja suficiente para atrair consumidores das outras marcas, ao invés oferecer preços mais atrativos. Considerando que os itens entregues pelas outras marcas, a estratégia faz sentido, mas seria ainda muito mais interessante encontrar uma tabela de preços menores nas concessionárias. Quem sabe isso não acontece após o fator novidade passar.
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
O lado positivo do Cruze é que a oferta de mais itens de série fará os concorrentes seguirem a mesma lógica e passar a oferecer mais em nosso mercado. Em nossa opinião o Chevrolet Cruze tem atributos suficientes para conquistar com folga os consumidores do Civic e Corolla, modelos a serem batidos. Se as duas marcas japonesas não se alinharem em termos de equipamentos com o Cruze, certamente perderão uma boa fatia de vendas. Tabela de Preços Chevrolet Cruze Cruze LT Manual: R$ 67.900 Cruze LT Automático: R$ 69.900 Cruze LT Automático + Bancos de Couro: R$ 71.900 Cruze LTZ Automático: R$ 78.900
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012
Por: Fábio Trindade Evento a convite da GM do Brasil

Seja parte de algo grande

Impressões ao dirigir: Chevrolet Cruze LTZ 2012

Foto de: Fábio Trindade