Carro do futuro poderá trafegar por tubos a vácuo

Sabemos que o tempo é limitado e que, concorde você ou não, o dia continuará a ter 24 horas. Por conta desse simples fato teremos que reaprender, constantemente, a dividir nosso tempo e nos adaptar aos problemas do cotidiano como congestionamentos, por exemplo. Pensando nisso, a empresa suíça Acabion encontrou uma solução para o trânsito do futuro: substituir os carros de hoje por um automóvel chamado de GTBO VIII “Da Vinci”. Criada pelo ex-engenheiro da Porsche, BMW e Ferrari, Peter Maskus, a empresa desenvolveu um veículo inteiramente elétrico que chega a 375 mph (603 km/h) e foi criado para ser 20 vezes mais eficiente que os atuais veículos elétricos. Maskus previu que em 2050 as cidades terão vias que suportarão veículos mais velozes.
Carro do futuro poderá trafegar por tubos a vácuo
Algumas décadas depois, mais precisamente em 2100, o mundo já contará com tubos a vácuo para percursos de longa distância como de um continente para o outro. E é justamente nesse período que o GTBO VIII deverá funcionar. Com o tubo a vácuo, o automóvel será capaz de atingir a velocidade ideal para levar alguém de São Francisco, nos Estados Unidos, para Praga, na República Tcheca, em apenas 25 minutos. Se no Brasil a simples menção de um trem bala já causa problemas é melhor nem tentar imaginar quando essa tecnologia chegará por aqui, se é que chegará. Por: Michelle Sá / Fonte: Olhar Digital

Seja parte de algo grande

Carro do futuro poderá trafegar por tubos a vácuo

Foto de: Thiago Parísio