Tecnologia chinesa em carro elétrico norte-americano

A esfera automobilística norte-americana pode ser definida como um setor de extrema disputa. Entretanto, mesmo diante do fator concorrência, a empresa californiana Coda Holdings não se viu intimidada e começará a vender nos Estados Unidos, ainda no segundo semestre deste ano, seu primeiro modelo totalmente elétrico.
Tecnologia chinesa em carro elétrico norte-americano
Philip Murtaugh, diretor-presidente da empresa, informou que a divisão Coda Automotive Inc. espera negociar entre 10 mil e 14 mil sedãs nos 12 meses após o lançamento do veículo, que utiliza tecnologia chinesa em sua bateria. A empresa já deu início às negociações com a chinesa Haifei Motor Co., sua principal sócia de produção, para comercializar automóveis com a tecnologia da Coda no maior mercado automotivo mundial. Fundada há três anos por Miles Rubin, a Coda foi criada para desenvolver tecnologia de carros elétricos. Sediada em Santa Mônica, no Estado da Califórnia, mantém a maior parte de suas operações na China e conta em seu conselho consultivo com o ex-secretário do Tesouro dos EUA, Henry Paulson. Contudo, além das complicações para vender uma tecnologia nova, a Coda terá que duelar com gigantes como a General Motors e a Nissan Motor Co. A iniciante colocará seu sedã à venda com um preço inicial de US$ 44.900, embora tenha informado que o preço final poderá ser reduzido por conta dos US$ 12.500 em subsídios federais e estaduais. Por: Michelle Sá / Fonte: The Wall Street Journal

Seja parte de algo grande

Tecnologia chinesa em carro elétrico norte-americano

Foto de: Thiago Parísio