Produção da Toyota é retomada no Japão

Passado o período de paralisação por conta dos efeitos do terremoto e do tsunami do dia 11 de março, 18 fábricas da Toyota retomaram suas atividades. Segundo Paul Nolasco, porta-voz da marca, até o final deste mês o volume produtivo equivalerá à metade do que habitualmente é feito por conta, também, do racionamento de energia pelo qual o Japão tem passado. Como grande parte dos fornecedores da montadora já reiniciou seus trabalhos e voltou a fabricar e fornecer peças, só existem complicações com o abastecimento de 150 equipamentos. “Há duas semanas havia problemas com cerca de 500”, contou Nolasco. Em relação a algumas das plantas europeias, a Toyota disse que “a produção será paralisada por vários dias no final de abril e princípio de maio, retornando em ritmo reduzido durante o mês de maio, devido à falta de componentes". Por falta de peças de reposição provenientes do Japão as unidades de Onnaing (França), Burnaston (Grã-Bretanha) e Adapazari (Turquia), e as plantas de motores de Jelcz-Laskowice (Polônia) e Deeside (Grã-Bretanha), terão suas atividades suspensas durante oito dias, no final deste mês. Por: Michelle Sá / Fonte: G1 / EFE

Seja parte de algo grande