SAAB anuncia acordo com a chinesa Pangda

Depois do fracasso do acordo com a Hawtai, a Spyker Cars anuncia um novo destino para a marca SAAB. Desta vez, o grupo holandês proprietário da sueca SAAB anuncia a Pangda Automobile, maior distribuidora chinesa de veículos, é quem assumirá o investimento de médio prazo para a recuperação da marca. Segundo a Spyker, o acordo está avaliado em 110 milhões de euros e irá garantir a retomada da produção já nos próximos dias. No negócio, a SAAB receberá imediatamente da Pangda 30 milhões de euros relativos a compra de veículos destinados à venda na China. A segunda etapa do acordo prevê mais 15 milhões de euros disponibilizados para aquisição de novos carros. Com a entrada de recursos imediatamente, a Saab vai pagar os fornecedores que haviam interrompido o abastecimento das linhas de de produção por falta de pagamento. A fábrica da SAAB, localizada em Trollhatten, está parada há mais de um mês.

Seja parte de algo grande