Opa: Brasil pode romper acordo automotivo com o México

De acordo com matéria da jornalista Sonia Racy publicada em seu blog no site do Estadão, o Brasil pode interromper unilateralmente nos próximos dias o acordo automotivo assinado com o México. Segundo a jornalista, uma fonte ligada ao governo informou que a decisão foi tomada após tentativas mal sucedidas dos países reverem o acordo.
Opa: Brasil pode romper acordo automotivo com o México
Caso o acordo seja realmente rompido, os carros importados do México também serão obrigados a pagar 35 % de imposto ao entrar no País, e provavelmente, mais os 30 pontos percentuais referentes à nova política de tributação de carros importados. Hoje carros vindos do México não pagam nada.
Opa: Brasil pode romper acordo automotivo com o México
Ao serem informadas a respeito da decisão brasileira, as autoridades mexicanas não gostaram nem um pouco e já demonstraram a insatisfação para a presidente Dilma em Cuba. Quando o acordo foi estabelecido, o Real não era tão forte e as exportações do Brasil para o México eram viáveis. Com a valorização da moeda brasileira, os carros brasileiros começaram a ficar caros frente aos concorrentes asiáticos.
Opa: Brasil pode romper acordo automotivo com o México
Mas a pressão não deve ficar a cargo apenas do governo mexicano. As marcas com fábricas no Brasil que importam diversos modelos do México devem exercer uma grande pressão para que o acordo seja mantido. É mais uma novela que começa. Fonte: Blog Sonia Racy - Estadão

Seja parte de algo grande