Cientistas japoneses desenvolvem assento que reconhece motorista pelo “traseiro”

Reconhecimento facial, leitura de retina, reconhecimento da voz e tantos outros métodos biométricos há muito deixaram as telas dos filmes de ficção cientifica para integrarem o dia-a-dia das pessoas. Contudo, os avanços nesta área não deixam de nos surpreender. Sobretudo quando eles vêm do Japão. Trata-se de um assento para automóveis capaz de reconhecer o dono do veículo assim que ele senta no banco para dirigir. Isso é possível graças à leitura feita por cada um dos 360 sensores instalados na poltrona. Segundo os cientistas responsáveis pelo projeto, cada sensor envia informações próprias sobre pressão, área de contato no banco e outros fatores. Até agora o sistema foi eficaz 98% das vezes em que foi testado. A próxima fase do projeto será, dentro de dois ou três anos, a adequação da tecnologia junto às montadoras para que o equipamento seja comercializado como um sistema anti-roubo. Dentre as idéias esta a de usá-lo como “chave” para o automóvel. Os cientistas só não explicaram o que deverá ser feito se o proprietário passar por alterações de peso ou mesmo se o veículo precisar ser guiado por outro condutor. Por Michelle Sá / Fonte: Olhar Digital

Seja parte de algo grande