Crise deve atingir mercado automobilístico de Portugal em 2012

A crise econômica que preocupa o continente europeu deve fazer uma nova vítima quando o assunto em questão for a saúde da indústria automobilística. De acordo com previsões da Associação Automóvel de Portugal (ACAP) as vendas deverão despencar em 2012 18,5% na comparação com 2011. Com esta estimativa o total de automóveis e comerciais leves vendidos no país deverá se aproximar das 153 mil unidades. A ACAP, entretanto, não afasta a possibilidade de que este cenário seja ainda mais sombrio e que as vendas caiam para cerca de 140 mil unidades. O presidente da associação, José Ramos, diz que este panorama deverá acarretar cerca de 21 mil demissões no setor. Para tentar minimizar a crise a ACAP exige das autoridades portuguesas a reintrodução do Plano de Incentivo ao Abate de Veículos em Fim de Vida. O programa, adotado em 2008, concedia descontos na aquisição de veículos novos condicionados à troca de veículos com pelo menos 10 anos de uso e que obedecessem a determinados critérios estabelecidos pelo governo. Por Thiago Parísio / Fonte: Autohoje

Seja parte de algo grande