Garagem CARPLACE: Respondendo as perguntas do leitores sobre o Novo Civic 2012

Como prometido na matéria de apresentação, vamos nesta matéria responder às perguntas feitas por vocês. Não inserimos todas as questões, pois muitas acabam sendo repetitivas. Mesmo assim, tentamos abranger ao máximo. Confiram as repostas a seguir. Leitor: Armando Scarponi Pergunta: O consumo realmente melhorou em relação ao antigo? E aquele refletor na tampa traseira, ao vivo é menos feio do que parece? Resposta: Armando, o consumo melhorou consideravelmente. Em nosso teste, o consumo médio na estrada foi de 14 km/litro e na cidade foi de 10,2 km/litro, ambos com gasolina. Sobre o refletor, é questão de gosto. A unidade que avaliamos era na cor branca, e talvez por isso, não achamos estranho. Leitor: PauloRocker Pergunta:  Dizem que o calcanhar de Aquiles do New Civic, segundo alguns relatos, era que seu porta-malas era arrombado/aberto com relativa facilidade, para furto do estepe...Nessa nova geração o problema parece ter sido sanado ??? Resposta:  Aparentemente este problema foi resolvido. Nesta nova geração, o Civic não traz fechadura externa na tampa do porta-malas. Para abrir, é necessário pressionar a alavanca na parte interna ou utilizar o botão na chave. Leitor: Racer2001 Pergunta: Qual a impressão de vocês sobre o isolamento acústico do carro? O barulho do motor invade a cabine? Posição de dirigir e visibilidade. Que nota vocês dariam? Resposta:  Rodando em baixas velocidades, o Novo Civic é muito silencioso. Em velocidades mais altas (120 km/h e acima), o barulho de rolagem dos pneus começa a incomodar. No entanto, o barulho do motor não invade a cabine ou incomoda. Sobre a posição de dirigir, apesar das mudanças no painel, continua excelente. A visibilidade melhorou bastante com a redução do tamanho da coluna A. Leitor: Arthur Vasconcelos Pergunta: Houve realmente alguma evolução no motor? Resposta: A Honda promoveu melhorias no conjunto motor-câmbio. As respostas são mais rápidas em comparação ao modelo anterior. Como resultado final, o Civic também ficou mais econômico. Leitor: Cellestino Pergunta: Posição de dirigir (referente ao conjunto bancos, volante e pedais) mudou muito em relação ao modelo anterior? Resposta: As mudanças são mínimas, com exceção do acelerador que agora não é mais fixo no assoalho. A posição ao dirigir é muito semelhante. Leitor: Sigma7 Pergunta: 1- Gostaria que emitissem opinião sobre a estética, inclusive a do painel. Resposta:  Gosto é subjetivo. A Honda conseguiu deixar o quadro de instrumentos e o velocímetro, junto com a central multimídia, bem interessante e atrativo. Quanto ao fato do painel ser levemente deslocado para o motorista, foi uma mudança que beneficiou a ergonomia. Esteticamente, alguns gostaram, outros não. 2- Gostaria que elaborassem uma tabela ou texto comparando o Civic com outros sedans médios. Resposta: É nossa intenção. Para isso, aguardamos a colaboração de alguns fabricantes em relação aos empréstimos para avaliação. Leitor: uncle Sam Perguntas: É verdade que o desempenho (0-100) piorou em relação ao antigo? Resposta: Na versão automática, a aceleração de 0 a 100km/h foi feita em 11,69 segundos. Ele vem com a central multimídia em todas as versões? Resposta: Sim, em todas as versões. Sobre o navegador na parte central, somente na EXS. Algum dia haverá uma versão 2.0, como a vendida na Austrália, ou uma versão híbrida? Resposta: Até o momento, a Honda não disse nada a respeito. É estável em altas velocidades? Balança muito na estrada? Resposta: O carro é muito estável em altas velocidades. Transmite segurança ao condutor. Leitor: Fábio Pergunta: Dessa vez o Civic vale o que custa? Resposta: Todo lançamento é vendido com preço cheio. Assim como os concorrentes, a tendência é o preço ocupar uma faixa mais racional nos próximos meses. Leitor: mikaelbrian Pergunta: Melhor, pior, ou no mesmo nível do New Civic? Resposta: No geral, o Novo Civic evoluiu bastante em relação ao anterior. No entanto, deve-se pesar, a critério pessoal, as mudanças visuais. Leitor: caddu Pergunta: A geração anterior do Civic (assim como o VW Golf) destacou-se pelo prazer ao volante. A firmeza na condução transmitia ao motorista uma sensação maior de segurança; uma impressão de ter o carro "na mão". A nova geração desse sedan mantém a mesma, digamos, "dirigibilidade"? Resposta: O Novo Civic continua sendo um carro com excelente dirigibilidade. A direção elétrica é direta e com as borboletas no volante para trocas de marchas manuais, a sensação de controle é ainda maior. Para quem gosta de dirigir de forma mais esportiva, a posição S do câmbio permite realizar trocas aos 7.000 rpm, o que é bem interessante. Leitor: Felix_S Pergunta: O conforto de rodagem melhorou como dizem nas revistas? Se melhorou, dá para dizer se o conforto é comparável a de qual carro, para ter uma ideia de quanto mudou? Resposta: O conforto de rodagem realmente melhorou. O carro ficou mais confortável em relação ao modelo anterior. Vamos avaliar os demais sedãs, e no término das avaliações, será mais precisa a comparação. Leitor: Adherbal Pergunta:  Porque não atualizaram o câmbio automático para o de 6 velocidades já que na concorrência já há bastante? Resposta: Adherbal, esta é uma pergunta interessante. Apesar do câmbio ter apenas 5 marchas, a Honda conseguiu um ajuste que interessante que ao dirigir a sensação é de que sobra marcha. Nos concorrentes, a sexta marcha é utilizada para “derrubar” o giro do motor e deixar o motor “rolar” suave, objetivando o baixo nível de ruído e economia de combustível. No entanto, a Honda consegue oferecer o mesmo nível de economia de combustível, ou ainda mais eficiente, ao oferecer o modo ECON. Assim, ao atingir a velocidade de cruzeiro, ativa-se o modo ECON, pois nesta situação, não é preciso torque. Leitor: Eduardo Bertoni Filho Pergunta: Gostaria de ter mais informações sobre esse estepe novo e se os freios evoluíram para equipararem-se aos do rival Cruze. Resposta: O estepe fino é para uso emergencial. É uma tendência mundial e não adianta muito torcer o nariz para isto, pois em breve, muitos carros sairão de fábrica assim. Os freios são muito eficientes, mas os do Cruze parecem ser ligeiramente melhores. Leitor: DaniloSouza Peguntas: Quais as funções do computador de bordo? Resposta: -Computador de bordo com consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, exibição de informações do sistema de som, relógio, hodômetro total/parcial, personalização com imagem via USB entre outros. Leitor: Mauricio Perin Pergunta: Ele é mais confortável ou ainda é muito seco para nossas estradas? Resposta: Mauricio, a suspensão melhorou em relação ao anterior e, pelo menos em nosso teste, não achamos “seco”. Leitor: D7V575 Pergunta: Considerando o preço alto, gostaria de saber de vocês se afinal esse carro tem relação de custo-benefício boa. Como vocês avaliam considerando: - A qualidade ou não do produto: Boa qualidade; - A performance: Performance equivalente aos concorrentes. Podemos dizer que é satisfatória, mas um motor mais potente cairia muito bem. - O conforto Também melhorou em termos de conforto, mas notamos um ruído de rolagem de pneus que incomodou em altas velocidades. - O espaço incluindo o porta-malas Melhorou, mas não é o maior do segmento. - A rede de pós vendas Não avaliamos, mas através de relatos de proprietários, a Honda ao lado da Toyota são os melhores neste quesito. - A depreciação Não avaliamos, mas a geração anterior pode indicar como será. - E a pergunta inicial, pelo preço pedido, tem custo-benefício? Preço de lançamento geralmente é complicado. Colocando ao lado dos concorrentes mais recentes, a Honda está pedindo acima da média pelo modelo. No entanto, acreditamos que os valores devam baixar um pouco nos próximos meses, após passar a febre do lançamento.
Garagem CARPLACE: Respondendo as perguntas do leitores sobre o Novo Civic 2012
Leitor: Renato_Valente Pergunta: O interior do carro pessoalmente é tão feio quanto visto em fotos???? Resposta: Gosto é subjetivo. Achamos interessante e funcional. Leitor: aprs Pergunta: Alguma chance desse face-lift causar o mesmo impacto do anterior? Terá uma versão Si? Resposta: O Civic é um carro que já tem nome no mercado. Diferente do colocado, não é um face-lift, mas sim uma nova geração. A versão Si, pelo menos à princípio, está descartada. Leitor: Milton_GT Carplace, um ponto polêmico a meu ver é o estepe novo do Civic. Aqui no Brasil, com rodovias federais mal conservadas, eu ficaria com receio de viajar com esse estepe fininho. Pelo preço do carro, ele deveria vir com um estepe normal. Inclusive se eu comprasse um Civic, iria trocar esse estepe por um normal. Minha pergunta é se somente esse estepe foi responsável pelo aumento do porta-malas, ou o porta-malas realmente aumentou?. Mais perguntas:  É possível colocar um estepe normal no porta-malas? Esse estepe fininho que vem com ele é seguro? Ouvi dizer que com o estepe não se pode ultrapassar os 80Km/h, é verdade? E a dirigibilidade do carro como fica, principalmente se precisar colocar o estepe na frente? Minha opinião é que a Honda foi muito corajosa em colocar esse estepe num carro tão caro. Resposta: Milton, existem carros bem mais caros com pneus ainda mais finos do que o estepe da Honda. É uma tendência mundial e logo mais fabricantes a adotarão. O conceito do estepe fino é para uso emergencial, em baixa velocidade – até 80 km/h como citou ou ainda mais baixo – somente para chegar ao conserto. Rodando na velocidade indicada, não deve afetar a segurança. É um conceito comum na Europa. Leitor: Carro_ou_Bicicleta Pergunta: Prezados amigos da Carplace: Nas mudanças que o trânsito mundial vem passando, as propostas de carros como o Novo Civic, atendem ou pelo menos começam a mostrar a realidade de carros mais modernos? Mesmo não tendo nada a ver com híbridos ou elétricos? Ou continuamos com Sedans Médios de carros passados apenas com cara de novos e motores um pouco mais modernos? Repasso esta pergunta a todos os carros que forem avaliar. Resposta: O Brasil ainda está muito atrás de mercado europeus em relação ao uso cada vez mais eficientes dos carros. Um exemplo por aqui é a legislação que impede o uso de modernos motores movidos à diesel que são muito mais econômicos e menos poluentes. No entanto, a Honda inicia um pequeno movimento neste sentido com a adoção do modo ECON. Talvez num futuro próximo passe a oferecer também um sistema Stop-Start (como já mostrou para a imprensa no hatch CR-Z). É um passo. Leitor: Rogério Pergunta: Olá, uma das coisas que me incomodou no Civic é que em determinadas situações durante o dia ficava difícil visualizar a velocidade no painel por causa do reflexo, isso continua no new civic 2012? E quanto a visualização da tela do computador de bordo que ficou na parte superior do painel, no mesmo nível do velocímetro, a posição ficou boa? Outra pergunta é que a alavanca do freio de mão mudou e me pareceu que se perdeu espaço nos porta trecos, confere? Reposta: Rogério, o sol forte causa reflexo no velocímetro, mas não impede a sua visualização. Em relação ao anterior, essa situação foi bem amenizada, pois o velocímetro está melhor protegido. Quanto à tela do I-Mid, ficou numa posição muito boa, sem reflexos e com excelente visualização. 
Garagem CARPLACE: Respondendo as perguntas do leitores sobre o Novo Civic 2012
Confira as matérias anteriores da avaliação do Novo Civic 2012: - Dirigindo o Novo Civic na estrada - Consumo e desempenho - Dirigindo o Novo Civic na cidade - Veja o consumo - Detalhes do visual externo do Novo Civic 2012 - Detalhes do acabamento interno do Novo Civic 2012 Observação: Recebemos um comentário anônimo (porque nem coragem para se identificar tem) dizendo que copiamos o formato de outro site. Logo nota-se que este cidadão não sabe da história do CARPLACE, o qual estreou este formato ao ser o primeiro blog independente a receber um modelo de fabricante para avaliação. O modelo em questão foi o Agile em outubro de 2009 (link http://carplace.virgula.uol.com.br/na-garagem-do-carplace-primeiras-respostas-aos-leitores-sobre-o-novo-agile/). Era melhor ele ter ficado quieto.

Seja parte de algo grande

Garagem CARPLACE: Respondendo as perguntas do leitores sobre o Novo Civic 2012

Foto de: Fábio Trindade