Após queda nas vendas, Kia reduz preços do Cerato

Depois de emplacar uma média superior a 1,7 mil unidades mensais em 2011 – o recorde foram 3.064 unidades em maio passado - e de terminar o ano como o 3º sedã médio mais vendido (mais de 20 mil unidades), o Kia Cerato foi um dos veículos mais afetados com o aumento da alíquota de IPI para veículos importados fora do eixo Mercosul-México e despencou nas vendas. Nos três últimos meses de 2011 o sedã emplacou apenas 1.944 unidades e nos dois primeiros meses de 2012 foram apenas 675 unidades. Para tentar trazer o Cerato “de volta ao jogo” a Kia utilizou a clássica estratégia nestas situações: baixou o preço.
Após queda nas vendas, Kia reduz preços do Cerato
Vendido até a semana passada por R$ 57.400 na versão de entrada E.221 – equipada com ar condicionado, direção hidráulica, trio elétrico, rodas aro 15” e duplo airbag -, o modelo agora parte de R$ 53.635, uma redução de 6,6%. A top manual (E.233), antes vendida a R$ 63.400, agora sai por R$ 60.135 (-5,2%), enquanto a top automática (E.283) custa R$ 65.135, ante os R$ 68.400 (-4,8%) cobrados antes. A redução também atingiu a versão esportiva Koup. Antes comercializado por R$ 89.900, o modelo esportivo equipado com motor 2.0 teve preço reduzido para R$ 84.135, queda de 6,4%. É importante observar que a este e aos demais valores ainda incide o custo de frete.
Após queda nas vendas, Kia reduz preços do Cerato
Outra novidade é que as versões intermediárias E.222 (manual) e E.272 (automática), equipadas com ar digital, rodas de liga leve de 16 polegadas, faróis de neblina e freios ABS, deixaram de ser oferecidas de acordo com o site da marca. Por enquanto apenas o Cerato foi contemplado com a queda nos preços. Modelos como o Picanto, o Soul, o Sportage e o Sorento, também afetados pelo IPI, continuam com os mesmos valores praticados antes. Por Thiago Parísio

Seja parte de algo grande