Fiat pode receber empréstimo de até R$ 2,1 bi do BNDES

Conforme matéria publicada pela Folha, o BNDES vai ajudar a financiar o novo ciclo de expansão da indústria automobilística. Após o financiamento à Hyundai, agora o banco negocia com a Fiat um empréstimo que pode ser de até R$ 2,1 bilhões. A Fiat confirma o apoio do banco para a construção de sua nova unidade em Pernambuco, com investimento total previsto de R$ 3,5 bilhões para produzir 250 mil veículos por ano. Mais detalhes não puderam ser revelados pela montadora, pois o empréstimo ainda está sendo negociado com o BNDES. O banco também não comenta sobre as operações por questões de sigilo. Pelas regras do BNDES, o percentual do empréstimo pode chegar a 60% do investimento (R$ 2,1 bilhões no caso da Fiat), mas existe a contrapartida para a obtenção do empréstimo pelas montadoras: o banco só financia máquinas, equipamentos e serviços usados na obra que sejam contratados no país e exige que os veículos possuam pelo menos 60% de peças e componentes nacionais. Prevista para 2014, a nova fábrica da Fiat estará integrada, no município de Goiana (PE), ao parque dos principais fornecedores companhia. Um dos motivos de um provável apoio do banco é justamente a atração de empresas e o fortalecimento da cadeia automobilística. "O banco está atento à importância do setor (...). Por se tratar de grandes investidores, estimulam o desenvolvimento de uma cadeia produtiva e de tecnologia nacional", informou o BNDES. No último dia 16, o BNDES aprovou financiamento de R$ 307,4 milhões à Hyundai para conclusão de fábrica em Piracicaba (SP), que vai consumir investimentos de US$ 600 milhões. A JAC Motors também pretende instalar sua fábrica na Bahia com apoio do BNDES. A fábrica que iniciará suas atividades a partir de 2014, será uma associação do grupo brasileiro SHC (80%) com a empresa chinesa dona da marca (20%). Fonte: Pedro Soares (Folha.com)

Seja parte de algo grande