Mais de 60% dos motoristas utilizam celular enquanto dirigem, aponta pesquisa

Coisa comum no trânsito brasileiro e em outros países também é avistar alguém conversando ou teclando no celular enquanto dirige. Embora seja crime e coloque tanto a vida do condutor como a de outras pessoas em risco não há lei nem multa que intimide os infratores. Pensando nisto, empresas de tecnologia e montadoras se aliaram na busca por sistemas que facilitem não só a vida dos motoristas, mas que evitem multas e acidentes. Preocupada com o número crescente de pessoas que utilizam o celular enquanto dirigem a Ford encomendou uma pesquisa para avaliar esse percentual e, consequentemente, aprimorar os sistemas de conectividade utilizados em seus carros.
Mais de 60% dos motoristas utilizam celular enquanto dirigem, aponta pesquisa
Os resultados não foram nada animadores. Na Itália, o índice foi de 61%, acompanhada de Rússia (55%), França e Alemanha (ambas com 49%), Espanha (40%) e Grã-Bretanha (33%). Pior, do total de entrevistados 95% admitiu saber que dirigir e utilizar o celular ao mesmo tempo era um hábito perigoso, que minorava o tempo de reação a imprevistos. "Os smartphones se tornaram rapidamente uma parte essencial na rotina de muitas pessoas. É óbvio que as mensagens de texto podem distrair os motoristas", afirmou Christof Kellerwessel, engenheiro-chefe do departamento de Engenharia de Sistemas Elétricos e Eletrônicos da Ford. Daí, segundo ele, a importância de desenvolver tecnologias capazes de transformar em voz as mensagens enviadas a esses equipamentos. Contudo, a consciência ainda é a melhor aliada dos motoristas quando o assunto diz respeito ao número cada vez maior de tragédias no trânsito provocadas pelo uso indiscriminado de aparelhos celulares. Por Michelle Sá / Fonte: Olhar Digital

Seja parte de algo grande