Volvo Ocean Race: Regata de volta ao mundo em condições extremas

A Volvo, marca reconhecida mundialmente pela preocupação em produzir carros cada vez mais seguros, convidou o CARPLACE para vivenciar o Volvo Ocean Race, a regata considerada mais intensa e extrema do mundo, e também a mais perigosa. Um contraponto com a sua filosofia automotiva, mas que serve como um complemento às emoções. Conheça um pouco deste grandioso evento esportivo.
Volvo Ocean Race: Regata de volta ao mundo em condições extremas
A Volvo Ocean Race é uma regata onde seis equipes literalmente darão a volta ao mundo, passando pelos cinco continentes. Iniciada em 2011, a competição já passou pelas cidades Alicante na Espanha, Cape Town na África do Sul, Abu Dhabi nos Emirados Árabes, Sanya na China, Auckland na Austrália e até este domingo, 22, estava parada em Itajaí, Santa Catarina, Brasil. Cada percurso entre as cidades é chamada de "Leg" (perna). Às 13h00 deste domingo, as equipes partiram com destino à Miami, nos Estados Unidos. As pernas seguintes são Lisboa em Portugal, Lorient na França e Galway na Irlanda.
Volvo Ocean Race: Regata de volta ao mundo em condições extremas
Considerada a Fórmula 1 das competições à vela, a Volvo Ocean Race transforma a cidade onde aporta. Em Itajaí foi instalada a Race Village, uma gigantesca estrutura com nível de primeiro mundo foi montada para receber as equipes competidoras e o público em geral. Exposições náuticas, áreas de negócios, atividades esportivas e exposições de carros da Volvo, com destaque para o Volvo V60 Plug-in Hybrid.
Volvo Ocean Race: Regata de volta ao mundo em condições extremas
A competição também inspira as versões especiais Volvo Ocean Race, comercializadas na Europa, e que também estavam à disposição do público em Itajaí.
Volvo Ocean Race: Regata de volta ao mundo em condições extremas
O seis barcos da Volvo Ocean Race são os chamados VO 70, ou seja, barcos de 70 pés (21,5 metros) feitos em fibra de carbono e peso total próximos de 15 toneladas. A velocidade máxima em alto mar pode chegar a 80 km/h, mesmo em condições de mar bravo.
Volvo Ocean Race: Regata de volta ao mundo em condições extremas
A equipe se reveza dia e noite em turnos de 4 horas de descanso, mas nem sempre isso é possível. Sempre que uma manobra mais complicada é necessária, não importa se alguém deitou para dormir à 10 minutos, vem uma mão gelada convocando para subir ao convés para contribuir na manobra. Segundo eles, isso é constante. É até difícil descrever o que eles passam em alto mar, por isso, é interessante ver o vídeo abaixo:
Para ficar mais claro a expressão "ao extremo", veja este (não é um filme de cinema): Também tivemos a oportunidade de entrar nos barcos e conhecer o ambiente em que os competidores sobrevivem em alto mar. A palavra conforto passa muito longe. Tudo é otimizado para deixar o barco mais leve. A comida é uma espécie de ração humana, eles só levam uma troca de roupa e banho só reaproveitando a água da chuva. Veja fotos do Volvo Ocean Race Stop Over Itajaí: Curtiu? A competição está em andamento e dá para acompanhar tudo pelo site oficial com muitas fotos e vídeos além do canal no Youtube e da fanpage no Facebook: Site Oficial: www.volvooceanrace.com Canal do Youtube: www.youtube.com/volvooceanrace Facebook: www.facebook.com/pages/Volvo-Ocean-Race/137241232436 Além de conhecer a competição, a Volvo também nos convidou para testar o C30 elétrico, fato que falaremos logo mais. Também conhecemos os modelos em edições especiais Volvo Ocean Race, comercializadas na Europa, e conversamos com o presidente da Volvo no Brasil que nos confidenciou algumas novidades exclusivas em primeira mão que logo publicaremos. Fotos: Fábio Trindade/Sally Collison/PUMA Ocean Racing

Seja parte de algo grande