Quase 25% dos britânicos circulam em carros "irregulares"

Quase um quarto (23%) dos motoristas britânicos circula pelas ruas do Reino Unido com alguma irregularidade nos veículos. Pior, 14% dos dois mil entrevistados pela empresa Britannia Resgate admitiu saber que o automóvel necessitava urgentemente de manutenção. O problema mais comum, de acordo com a pesquisa, são os pneus carecas. Além disso, 18% dirigem sem um certificado (MOT) válido de circulação. No Reino Unido, veículos com três ou mais anos de idade precisam ser testados no MOT (Ministry of Transport) e no IPO (Centro de Inspeção Obrigatória), para obter um certificado de circulação – que deve ser renovado anualmente. Dentre as pessoas abordadas 40% afirmaram que a falta de dinheiro era a principal causa para não consertarem seus carros. Outros 24% alegaram não ver necessidades emergenciais de reparos. O índice de irregularidades foi maior na faixa etária que vai dos 18 aos 34 anos - geralmente a mais pobre e com carros mais antigos. Os mais idosos, com idade acima de 55 anos, correspondiam a apenas 5% do total de infratores. Para Peter Horton, diretor da empresa responsável pelo levantamento, muita gente coloca o veículo em segundo lugar quando o assunto é dinheiro. “Muitos estão sofrendo com a crise e com o aumento dos combustíveis. Mas sacrificar as revisões do automóvel é uma falsa maneira de economizar”. Por Michelle Sá / Fonte: Autoblog Reino Unido

Seja parte de algo grande