GM Brasil se surpreende com metas de redução de consumo e promete inovações

De acordo com a matéria veiculada no estadão na terça-feira (09/10) a GM do Brasil declarou através do seu vice-presidente que foi surpreendida pelas metas de redução de consumo estipuladas pelo novo regime automotivo que estará em vigor até 2017. O vice-presidente da GM Brasil, Marcos Munhoz, classificou a meta de redução de 12% do consumo de energia dos carros até 2017, estabelecida pelo novo regime automotivo, como forte e surpreendente. "A meta de melhoria energética, de certa forma, nos surpreendeu. A gente não imaginava que o governo fosse estabelecer uma meta tão forte", disse.
GM Brasil se surpreende com metas de redução de consumo e promete inovações
O novo regime automotivo lançado pelo governo na semana passada prevê incentivos para as empresas que atingirem as metas de eficiência energética de seus carros. Munhoz explica ainda que a GM vai iniciar imediatamente a avaliação do atual consumo de combustível de cada uma das 20 linhas que a empresa fabrica atualmente, para então trabalhar no atendimento das metas. "A implementação da redução é que poderá ser mais demorada, mas alguns modelos serão mais fáceis de atingir a meta, outros mais difíceis", disse. Entre as mudanças necessárias, o executivo destaca a necessidade de melhorias nos motores, sistemas de transmissão além de também conseguir redução de peso total e atrito de pneu, por exemplo.
GM Brasil se surpreende com metas de redução de consumo e promete inovações
Ele citou também a fabrica de motores em Joinville-SC que já produz cabeçotes e em breve começa também a produzir motores para alimentar a linha de produção do GM Onix em Gravataí-RS. A meta da fábrica é produzir 150.000 motores por ano. Fonte: Tássia Kastner - Agência Estado

Seja parte de algo grande