Crescem vendas do Fiat 500 nos EUA

Tudo parecia perdido para a Fiat após seu retorno ao mercado norte-americano, ocorrido em 2010. A luz amarela teimava em ficar acesa e, por muito pouco, o farol não ficou vermelho para a marca italiana. O Fiat 500, carro escolhido para o reingresso ao país, sequer despontava nas vendas de um mercado onde os compactos praticamente não têm vez. Emplacar 50 mil unidades/ano, como foi inicialmente previsto, mostrou-se uma insanidade. Os ventos do progresso, entretanto, mudaram de posição e passaram a soprar favoravelmente à Fiat com a chegada do Abarth. Em pouco mais de um mês, a versão recebeu pedidos suficientes para esgotar a produção prevista para 2012.
Crescem vendas do Fiat 500 nos EUA
Para atender à demanda, a montadora tratou de elevar a produção da unidade mexicana – responsável pela fabricação do modelo – como forma de atender rapidamente os clientes e evitar listas de espera prolongadas. No mês passado a empresa emplacou 4.003 unidades, o que representou um aumento de 128,2% sobre o ano anterior. Pelo jeito, a má impressão dos norte-americanos quanto aos produtos da companhia ficou no passado. O desfecho desastroso da primeira tentativa serviu de exemplo e a Fiat parece dar mostras de ter aprendido a lição. Por Michelle Sá / Fonte: Autoblog Espanha

Seja parte de algo grande